De contrato renovado, volante Fraga sonha com seu primeiro gol

XV vence o Água Santa e está em segundo lugar no Grupo 6 (Foto: Claudinho Coradini/Arquivo/JP)

Após renovar o seu contrato até o fim do Paulistão de 2022, o volante Wesley Fraga, ou simplesmente Fraga, atleta vindo das categorias de base do XV de Piracicaba, titular da equipe aos 22 anos, compondo o bom meio campo ao lado de Danilo Bueno e Cássio Gabriel, participou de sua primeira coletiva com contrato renovado, em que falou sobre sua posição no campo, sobre a expectativa do primeiro gol e sobre a Inter de Limeira, rival do Nhô Quim nesta sexta-feira (26), às 20h, no Barão de Serra Negra.

Na semana passada o meia Danilo Bueno disse que tem jogado como segundo volante, ao lado de Fraga, que disse que não tem preferência da maneira de jogar, seja como o único volante ou com um companheiro da posição ao seu lado. “Acredito que o Danilo Bueno é um jogador de muita qualidade, até pelo fato dele já ter exercido a função como meia de origem, mas que também já jogou de volante em outros clubes. Creio que jogando apenas com um volante ou com dois não tem problema nenhum e também não tenho preferência, já que das duas maneiras acabo jogando bastante”, explicou Fraga, que ressaltou que o meio de campo, que criou pouco sobre o Velo e no primeiro tempo contra o Noroeste, não precisa ser corrigido. “Pelo nosso último jogo, sabemos que o nosso primeiro tempo não foi muito bom, mas nos autocobramos depois e acredito que conseguimos dar a volta por cima e a meu ver não vejo nenhum problema quanto a isso”, disse.

Nascido e criado nas vizinhas Rio das Pedras e Saltinho, Fraga tem uma relação especial com Piracicaba e principalmente com o próprio XV até antes se tornar jogador da equipe. “Antes de ser jogador, fui torcedor do XV e jogar aqui é uma forma de gratidão ao clube e aos torcedores, que me acolheram e abraçaram”, disse o jogador, que ressaltou que a dor pela perda na vaga da Série A1 pela Inter ficou para trás. “Ficamos muito tristes e abalados com aquele resultado, porém são águas passadas e não tem como voltar no tempo para reverter essa experiência. É um novo campeonato, uma nova circunstância e uma nova situação.

Por fim, Fraga, que já tem 75 jogos com a camisa do XV, falou sobre a expectativa de fazer o primeiro gol “A minha principal característica é de marcação, porém estou buscando esse gol ainda, trabalho bastante para isso e a expectativa é a melhor possível. Porém não me cobro por isso, já que tento ajudar o clube da melhor maneira que eu posso, mas se Deus quiser, logo já sai esse gol”, comentou o jogador, que já pensa em como celebrar o futuro tento. “Tenho uma comemoração ensaiada, chamada ‘Deus está vendo’ (apontando um dos dedos indicadores para o céu), que é em agradecimento a Deus, já que acho que sem ele não faríamos nada e primeiramente a gratidão principal vai para ele”, concluiu.

ERICK SALLES

Líder isolado do grupo 2 da Copa Paulista, o elenco do XV de Piracicaba se reapresentou na manhã da última terça-feira (23), com uma novidade em seu elenco. O atacante Erick Salles, ex-Votuporanguense, que ainda irá passar por exames clínicos, procedimento padrão do clube nesse tipo de situação. Revelado no Internacional de Porto Alegre, o atleta estreou como profissional no Mirassol, onde atuou em 2014 e 2015, ano em que se transferiu para o Bragantino. Foram, também, dois anos defendendo a agremiação de Bragança Paulista, até se transferir para a Ponte Preta. Erick Salles foi emprestado ao CRB em 2017 e seguiu para o Arouca de Portugal no ano seguinte, antes de chegar ao Votuporanguense, time em que foi campeão da Copa Paulista de 2018.

Mauro Adamoli
[email protected]