Derrotado na eleição, Andrés Rueda vai compor o Comitê de Gestão do Santos

Agora oficialmente presidente, José Carlos Peres definiu os nomes dos membros do Comitê Gestor do Santos. E o dirigente escolheu Andrés Rueda Garcia, um dos candidatos derrotados por ele na eleição realizada em dezembro, para ser um dos nove componentes do órgão.

O estatuto do Santos define que o Comitê de Gestão tem responsabilidade administrativas e na gestão executiva, sendo composto pelo presidente – Peres -, um vice-presidente – Orlando Rollo – e outros sete membros, que precisam fazer parte do Conselho Deliberativo do clube.

Entre os sete nomes, Peres optou por indicar Rueda. Na eleição vencida por Peres, com 1.851 votos, Rueda ficou em segundo lugar, empatado com o então presidente Modesto Roma Júnior, ambos com 1.661 – Nabil Khaznadar foi o outro candidato, mas recebeu apenas 495 apoios.

Compor o Comitê de Gestão do Santos não é uma novidade para Rueda, pois ele faz parte do órgão durante um período do mandato de Modesto, o deixando depois, por divergências com o ex-presidente.

Além de Peres, Rollo e Rueda, os outros membros do Comitê de Gestão do Santos serão Estevam André Robles Juhas, Fábio José Cavanha Gaia, Hanie Issa, José Carlos de Oliveira, Pedro Henrique Dória Mesquita e Urubatan Helou.

Embora só tenha assumido oficialmente a presidência do Santos na última terça-feira, Peres já vinha trabalhando à frente do clube, em transição iniciada em dezembro, após ser eleito para o cargo com mandato de três anos, até 2020.

Peres definiu Gustavo Vieira, filho de Sócrates, como novo diretor executivo de futebol, mas tem várias decisões a tomar no início da sua gestão. O Santos ainda não oficializou Jair Ventura como seu novo técnico por causa do impasse envolvendo o pagamento da multa pela rescisão do seu vínculo com o Botafogo. Além disso, o único jogador contratado foi o lateral-esquerdo Romário, ex-Ceará, em negociação iniciada ainda por Modesto.