Detran interdita três autoescolas por irregularidades em Piracicaba

De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, durante fiscalização, agentes do departamento não encontraram alunos e instrutores que deveriam estar em aulas teóricas nos CFCs (foto: Amanda Vieira/JP)

O Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) flagrou, na última segunda-feira, irregularidades cometidas por três autoescolas em Piracicaba. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, durante fiscalização, agentes do departamento não encontraram alunos e instrutores que deveriam estar em aulas teóricas nos CFCs(Centros de Formação de Condutores). Já em outro CFC, uma aula prática não ocorria no horário em que fora cadastrada.

As irregularidades foram constatadas por meio do e-CNH, sistema eletrônico de registro de aulas por meio da digital dos cidadãos que permite ao Detran.SP fazer o rastreamento de todas as etapas de habilitação, desde as aulas teóricas até a presença dos alunos nas aulas práticas, veículos utilizados e instrutores escalados.

Os boletins de ocorrência foram registrados na 2ª Delegacia de Polícia de Piracicaba por inserção de dados falsos em sistema de informação (artigo 313-A) para investigação na esfera judicial. A pena para esse tipo de crime pode chegar a 12 anos de reclusão, além de multa. As três autoescolas terão suas atividades suspensas preventivamente por 30 dias e responderão no Detran.SP a processos administrativos que podem resultar em descredenciamento. Como garante a Constituição Federal, as empresas têm direito a apresentar defesa antes da conclusão do processo.
O Detran.SP ressalta que denúncias devem ser enviadas à Ouvidoria do órgão pelo portal www.detran.sp.gov.br ou diretamente no link https://bit.ly/2Ef7g6v. É garantido sigilo absoluto ao denunciante.

Em 2016 quatro pessoas foram presas por fraudarem o sistema de registro de aulas para tirar CNH em uma autoescola de Piracicaba. Os dados burlados eram enviados ao Detran. Policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) prenderam o grupo após um aluno ser flagrado enquanto cometia a irregularidade em uma escola de direção no bairro Mário Dedini.

 

Beto Silva
[email protected]