DIG prende acusado de homicídio

Delegada Juliana Ricci pediu mandado de prisão à Justiça (Amanda Vieira/JP)

 

Um trabalhador da construção civil, de 38 anos foi preso na segunda-feira (2) pelos policiais civis da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) após o cumprimento de um mandado de prisão temporária decretada pela Justiça pelo período de 30 dias. Ele foi identificado como o responsável pela morte de um pedreiro de 33 anos, em abril deste ano, no Jardim Glória.

Durante a investigação, os policiais da delegacia especializada apuraram o homicídio de um pedreiro que tinha sido vítima de disparos de arma de fogo. Na época do crime, ele teria sido baleado, e mesmo ferido conseguiu ir até a casa de sua namorada para pedir ajuda. Ele teria informado o apelido do autor dos disparos à namorada. Ele  chegou a ser socorrido à Santa Casa, onde ficou internado por três dias, mas não resistiu.

Os investigadores descobriram que no dia do crime, a vítima discutiu com um homem em um bar, no bairro. Tanto a vitima quanto o autor frequentavam o mesmo estabelecimento. A princípio, o proprietário do bar afirmou que não conhecia  o autor, embora foi apurado que ele jogava futebol em um time, onde o comerciante era o técnico. Os policiais conseguiram identificar o suspeito. A delegada Juliana Ricci pediu na Justiça o mandado de prisão.

O suspeito foi localizado em sua residência, que também fica no Jardim Glória. Ele passou por exame de corpo delito no IML (Instituto Médico Legal) e depois encaminhado à carceragem, onde permanecerá à disposição da Justiça. Nos próximos dias, ele deverá prestar depoimento para apresentar a sua versão sobre o ocorrido. Dependo das afirmações do suposto autor, a delegada deve apurar se haverá a necessidade para a reconstituição do homicídio.

 

Cristiani Azanha

[email protected]