Diretoria da AHA muda estatuto para atender Lei Rouanet

A diretoria da AHA (Associação dos Amigos do Salão Internacional de Humor de Piracicaba), associados e colaboradores da entidade acataram a mudança estatutária sugerida pelas assessorias fiscal e jurídica da associação para poder propor projetos por meio de leis de incentivo fiscal em níveis federal (Lei Rouanet) e estadual (ProAc e PronAc). Integrantes da instituição decidiram isso no último sábado, quando se reuniram na sede do IHGP (Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba), e agora prosseguem com os trâmites necessários para a consolidação desta atividade com consultorias especializadas.
 
 
Ainda nesta semana, conforme o presidente da AHA, o publicitário Adolpho Queiroz, a diretoria promove o registro da ata em cartório, a fim de que a associação possa ser incluída nos cadastros próprios do Ministério da Cultura e do Governo do Estado de São Paulo, para habilitá-la à proposição de projetos para captação de recursos.
 
 
“O primeiro projeto é mais emergencial, para este ano, quando pretendemos homenagear 23 cartunistas de Piracicaba com uma exposição e um livro. E há um segundo contato com uma empresa de Campinas, para nos ajudar a fazer um site da AHA, para que possamos transformá-lo no embrião do Museu do Riso, tão aguardado pelos cartunistas e admiradores do Salão”, comentou Queiroz.
 
 
POSSE — Na reunião de sábado, foram empossados três novos diretores da associação. São eles: Sonia Costa, na secretaria geral; Ana Camila Negri Kantowitz, diretoria administrativa, e Sara Rodrigues Pinotti, na diretoria de relações internacionais.
 
 
MAIS — A AHA inicia, na próxima semana, ação de financiamento coletivo on-line para reedição do primeiro catálogo do Salão de Humor, que reúne os vencedores e expositores da mostra dos anos 1974,1975 e 1976.