Dise descobre golpe em imobiliária na região central

PC Dois libaneses foram presos com documentos supostamente falsos. ( Foto: Divulgação)

Dois libaneses de 27 e 31 anos foram presos pelos policiais civis da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) após serem acusados de tentar aplicar golpe em uma imobiliária na área central de Piracicaba, ontem à tarde. Os suspeitos foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Federal, onde foi confirmado que ambos estavam em situação regular pelo país, mas constatou-se que usavam RNEs (Registro Nacional de Estrangeiros) aparentemente falsos. Além de responderem pelos crimes de estelionato tentado e uso de documento falso, será ainda aberto um procedimento junto à Polícia Federal. A pena, caso sejam condenados, é de no mínimo dois anos de prisão. Os dois poderão ser expulsos do país, ficando impedidos de ingressar novamente no Brasil. Eles não tinham antecedentes criminais.

De acordo a Polícia Civil, os investigadores receberam uma denúncia de que dois estrangeiros estariam em uma imobiliária tentando locar imóvel e, possivelmente, estariam utilizando documentos de procedência duvidosa. Os investigadores seguiram até a imobiliária, onde localizaram os libaneses. Um deles acabara de assinar contrato de locação e ambos apresentado seus RNEs. Após os policiais cientificarem os indivíduos que seria feita pesquisa dos RNEs junto à Polícia Federal, visando conferir a autenticidade, um dos abordados confirmou seu nome verdadeiro.
Os policiais descobriram também que outros documentos, inclusive suposto fiador, que seria um brasileiro e morador da cidade de São Paulo, o qual não se encontrava no local, também poderia ser falso.

Durante as buscas no veículo utilizado pelos investigados foram localizados outros três contratos assinados mediante apresentações de documentos falsos para a locação de residência na cidade de Hortolândia, um contrato de adesão de linha telefônica pós-paga e um contrato de adesão de serviços de internet.

Os libaneses alegaram à Polícia Civil que eram moradores de Indaiatuba e que tinham vindo para Piracicaba, pois tinham planos de abrir uma loja na cidade.

DENÚNCIAS — Quem quiser fazer algum tipo de denúncia aos investigadores da Dise, podem comparecer na sede da delegacia especializada, que fica na rua Tiradentes, 938, no Centro, ou entrar em contato diretamente com os policiais através do telefone: (19) 3421-6169.

(Cristiani Azanha)