Disque Denúncia aumenta recompensa por prisão de líder do tráfico

Disque Denúncia aumenta recompensa por prisão de líder do tráfico
Fonte: Agência Brasil

O Portal dos Procurados do Disque Denúncia aumentou de R$ 20 mil para R$ 30 mil a recompensa para quem der informações que levem à prisão de Schumaker Antonacio do Rosário, de 34 anos, conhecido como Schumaker ou Piloto. Da facção Comando Vermelho, ele chefia o tráfico de drogas na comunidade Jardim Catarina, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio.

De acordo com o serviço de inteligência das forças de segurança do estado, Schumaker estaria escondido no Complexo do Salgueiro, alvo da operação do Comando Conjunto das Forças Armadas realizada ontem (29). A operação contou com cerco da Marinha na Baía de Guanabara para evitar a fuga de traficantes pelo mar,

A quadrilha do traficante, conhecida como “O Bonde do Schumaker”, é acusada de tráfico de drogas, assaltos e homicídios. Em fevereiro de 2017, Schumaker chegou a oferecer aos seus aliados recompensa de R$ 5 mil por policial morto na região. Não foi a primeira vez que o traficante planejou a morte de policiais em São Gonçalo. Em junho de 2014, a quadrilha teria executado com mais de 20 tiros o soldado PM Dayvid Lopes Atanásio, de 25 anos, no Jardim Catarina. Lotado no Batalhão de Choque, o militar foi vítima de uma emboscada perto de casa, na mesma região.

Condenação

Schumaker foi condenado a 20 anos de prisão pelos crimes de homicídio e assalto a mão armada. Contra ele, há sete mandados de prisão, sendo quatro pelo crime de evasão do sistema penitenciário e três por homicídio qualificado, associação para a produção, tráfico e condutas afins e associação para a prática de tráfico ilícito de substância entorpecente.

Em 2003, o traficante foi preso por assalto. Dez anos depois, recebeu o direito de cumprir o restante da pena em regime semiaberto, não mais retornando ao Instituto Penal Edgard Costa, em Niterói, onde cumpria a pena.

Após a saída da prisão, Schumaker refugiou-se no Complexo do Salgueiro, alvo constante de operações policiais para recapturá-lo. De lá, ele determina que seus aliados coloquem barricadas para impedir a ação da polícia. Os bloqueios são retirados constantemente por policiais militares do Batalhão do município (7º BPM) e recolocadas constantemente, após a saída da PM. Em algumas ruas da comunidade, os moradores precisam deixar os carros longe de suas casas por causa do acesso bloqueado por bandidos.

Disque Denúncia aumenta recompensa por prisão de líder do tráfico