Dois novos filtros vão aumentar produção de água em Rio das Pedras

Previsão do SAAE é aumentar em 11% a produção. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Em meio ao racionamento de água que completa 62 dias hoje, o Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) de Rio das Pedras prepara a entrada em operação para este fim de semana de dois novos filtros com potencial para aumentar em cerca de 11% a produção de água tratada, sem ter que aumentar o volume captado atualmente. Os equipamentos serão instalados na ETA 1 (Estação de Tratamento de Água), conhecida pela população local como “filtro”, localizada na Fazenda Viegas.

Atualmente, o Saae trata aproximadamente seis milhões de litros de água por dia e utiliza, em média, um milhão de litros dessa água tratada diariamente para lavar até dez vezes os dois filtros em operação. Com a instalação dos novos filtros, a estimativa é que o volume empregado para a lavagem dos equipamentos diminua 70%, evitando a perda de 700 mil litros diários, equivalente a cerca de 11% da água tratada pelo município ou de 70% do que é desperdiçado atualmente no processo chamado de retrolavagem.

Segundo o superintendente do Saae, Daniel Gonçalves, foram investidos aproximadamente R$ 180 mil nos dois filtros e R$ 220 mil em novos decantadores. Rio das Pedras historicamente enfrenta problemas de racionamento nos períodos de estiagem. A instalação dos novos equipamentos, avalia o superintendente da autarquia, ajudará o município não apenas a enfrentar o racionamento atual, bem como contribuirá para amenizar os riscos de novos racionamentos nos meses de estiagem dos próximos anos. As chuvas que caíram na região nos meses de agosto e setembro ainda não foram suficientes para que o Saae considere suspender o racionamento, que ocorre de segunda à sexta-feira, entre 9h e 16h. “O volume foi praticamente insignificante para recuperar os níveis das nossas represas a ponto de pensarmos em suspender o racionamento. Iremos aguardar mais um pouco”, disse Gonçalves.

FUNCIONAMENTO – Os filtros em funcionamento da ETA de Rio das Pedras foram instalados na década de 1950, quando a estação foi inaugurada. Além de reduzir o volume de água perdida, a expectativa do Saae é que os dois novos filtros aumentem consideravelmente a capacidade de tratamento. “São dois filtros muito maiores, com o dobro da capacidade dos que temos atualmente”, afirmou Gonçalves.

Os novos filtros também terão que ser lavados, porém, bem menos vezes que os outros. “Ao invés de lavar 10 vezes, iremos lavar duas ou três”, explicou o superintendente da autarquia.

A ideia do Saae é deixar os dois antigos em espera, para serem utilizados apenas quando a manutenção estiver sendo feita nos novos. Assim, a produção de água seguirá sem interrupções, o que garantirá abastecimento constante, principalmente em dias de maior consumo – antes dos novos equipamentos, cada lavagem interrompia o tratamento por cerca de meia hora,. “No mínimo, serão 700 mil litros de água a mais, quantidade suficiente para encher uma caixa d’água do bairro São Cristóvão”, exemplificou o superintendente.

(Rodrigo Guadagnim)