Duas semanas depois, árvore que oferecia risco à população é cortada

Durante duas semanas árvore atrapalhou o trânsito. (Divulgação)

Durante duas semanas moradores da rua Erotides Vendemiatti, no bairro Glebas Califórnia, temeram pela segurança de pedestres e motoristas por conta de uma árvore que estava prestes a cair.

Segundo moradores, foi feito contato com a Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente) para realizar o corte após uma colisão com o caminhão da limpeza urbana, que quase tirou a raiz da árvore do solo.

Conforme a dona de casa Marise Erler contou ao JP, a Secretaria alegou que está atuando com apenas uma equipe e dependia de processo licitatório para aumentar o pessoal e atender as demandas com mais agilidade. A orientação foi procurar o Corpo de Bombeiros, como os moradores fizeram, que fez avaliação do local e realizou o corte da árvore na tarde de ontem. “O setor [de arborização] encaminhou pedido à Defesa Civil e Corpo de Bombeiros solicitando ajuda”, informou a Sedema por meio da assessoria de imprensa.

Cada vez que passava gente embaixo, a gente ficava com medo, motoqueiro tinha que abaixar. Hoje (ontem), então, [o bombeiro] viu que o estado estava crítico, ele disse pra mim que só ia retirar a passagem, por fim disse que estava condenado e cortou tudo. Eles reconheceram o perigo”, conta Marise.

Bombeiros precisaram ir ao local cortar a árvore. (Crédito: Amanda Vieira/JP)

A árvore foi plantada por ela em frente a sua propriedade. Por isso a preocupação foi maior, pois se ocorresse algum acidente “a responsabilidade cairia tudo sobre a gente”, conta Marise.

Fátima conta que agora pedirá a retirada dos galhos que ficaram na sua calçada e na da vizinha. “Duas semanas ligando e pedindo e ninguém fez nada. Vou ligar na Sedema – não sei se vou conseguir, [então] pedi para minha vizinha ligar também. Tem muito galho espalhado tanto na minha calçada quanto da frente, mas agora o trânsito está fluindo normalmente”, conta. “Apareceu também a Defesa Civil, [ele] já ligou para a Sedema pediu pra tirar a raiz e os entulhos e falou que no máximo amanhã ou depois já tira”, conclui.

Andressa Mota

[email protected]