,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Polícia Civil apreende 74 quilos de maconha
  • Artistas homenageiam Gilberto Gil em seu aniversário de 75 anos
  • Savegnago inaugura supermercado em julho

Mais uma preocupação
André Thieful
30/05/2017 11h37
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
A rede pública de Saúde de Piracicaba pode enfrentar um novo problema muito em breve. O fim do contrato com médicos cubanos pode criar um déficit no atendimento prestado pelos PSFs (Programas de Saúde da Família).
 
Não bastam os problemas já enfrentados diariamente. Vamos elencar alguns deles, normalmente os mais citados pelas autoridades. A cidade é pólo regional e absorve pacientes que, muitas vezes, não encontram atendimento adequado nas cidades pequenas da região. Há uma relação de desigualdade entre os deficitários recursos repassados pelo Ministério da Saúde com os recursos efetivamente gastos pelo município com a manutenção da rede. Essa situação criou uma condição de desequilíbrio também para hospitais credenciados para atendimento SUS. O resultado disso é a constante falta de leitos, problema que tem se tornado cada vez mais rotineiro na cidade. Além disso, há o Hospital Regional, que mesmo com o prédio praticamente pronto, ainda não tem data definida para funcionar. 
 
Agora, como se não fosse suficiente, o fim do contrato com os médicos cubanos. O Ministério da Saúde nega que haverá prejuízo no atendimento. Esperamos que não, mas é preciso se certificar e já cobrar da classe política — todos aqueles eleitos com votos dos piracicabanos — uma ação que garanta, no mínimo, os serviços de saúde básicos à população. 
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar

06/06/2017 12h54 Danielle Gaioto Falta muito
02/06/2017 13h13 André Thieful Ainda é cedo
31/05/2017 13h29 Danielle Gaioto Confronto
26/05/2017 12h51 Danielle Gaioto Moradias