,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Vacinação de idosos abre campanha
  • PM apreende meia tonelada de pasta base de cocaína
  • Oji Papeis investe R$ 1 milhão em 21 projetos

Envelhecimento digno
Sabrina Franzol
30/09/2017 14h02
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
Amanhã, 1 de outubro, é o Dia do Idoso. Muitas pessoas não gostam nem de ouvir a palavra idoso e não são raros os casos de indivíduos com mais de 60 anos de idade — o que configura ser um idoso, conforme a política nacional do idoso —, que fazem de tudo para esconder a quantidade de anos de vida, seja mentindo sobre as vezes de aniversários celebrados ou fazendo, por exemplo, cirurgias plásticas a fim de esconder as rugas, digo, as marcas da vivência. Independente do modo como cada um lida com o passar do tempo, é importante que os que se encontram no período em que há predominância dos cabelos brancos na cabeça tenham saúde e continuem o percurso na Terra de maneira digna.
 
Infelizmente, em pleno século 21 ainda proliferam notícias sobre idosos maltratados pelos familiares, abandonados em casas de acolhimento, entre outras situações que não deveriam, sequer, habitar a mente humana, quanto mais virar realidade. A sabedoria proporcionada pela experiência do viver é incomparável. Não existe outra maior. Idosos, portanto, são mestres do saber — embora alguns teimem em não usar os ensinamentos adquiridos ao longo da existência — e não devem, jamais, ser excluídos ou tratados com desdém.
 
Como consta em matéria nesta edição do <BF>Jornal de Piracicaba<XB>, começa na segunda-feira, na Câmara de Vereadores, a Semana do Idoso, que terá até sexta-feira atividades variadas gratuitas, como lançamento de cartilha com os direitos dos idosos, mostra fotográfica de imagens feitas por anciões do município e palestras que abordam o universo da chamada “terceira idade”. A iniciativa desta programação é do presidente da Casa de Leis, Matheus Erler (PTB), que declarou que o intuito é “pensar em ações governamentais que melhorem a qualidade de vida dessas pessoas”. Relevantes as palavras do vereador, já que ninguém sabe ao certo quanto tempo irá viver, mas todos, com certeza, desejam que os dias de vida sejam os melhores possíveis, por isso é fundamental que o Envelhecimento esteja em discussão na sociedade.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar

20/04/2018 17h51 Da redação Penas maiores
18/04/2018 18h09 Da redação Alerta para raiva
10/04/2018 18h15 Da redação Adeus, cão herói