,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Campanha do Agasalho movimenta escolas
  • Rosana Fessel, a Maria da Penha de Piracicaba
  • Moradores de rua abandonam o vício e tentam dar a volta por cima

Cenas de filme
Da redação
11/05/2018 17h50
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
Sabe aqueles filmes de Hollywood em que bandidos explodem agências bancárias, trocam tiros com a polícia e fogem sem deixar rastros? Há até aqueles que torcem pela fuga dos bandidos, endeusados por roubar bancos, que fazem parte do dito “sistema”. Mas quando a ficção colide com a realidade, a situação fica dramática. 
 
Foi o que ocorreu na madrugada de ontem, em Piracicaba. Explosão de uma agência bancária causou pânico entre os moradores das proximidades. Foram 30 minutos de desespero. Toda a ação foi filmada pelos moradores dos prédios nas proximidades, que não conseguiram dormir direito com os estampidos das trocas de tiros entre bandidos e marginais. Dos 20 integrantes da quadrilha, pelo menos três deles foram detidos.Um bandido ficou ferido e uma mulher foi atingida por estilhaços.
 
 Piracicaba acordou ontem com uma verdadeira cena de destruição. A cidade ganhou o noticiário nacional. Não foi para menos. Os integrantes usaram armas de grosso calibre, depois de explodir os caixas eletrônicos no interior da agência da Caixa. Reportagens de Cristiani Azanha e Felipe Poleti, publicada nesta edição, mostram que ao menos seis apartamentos de um prédio próximo da cena do crime foram atingidos pelos disparos. Graças a Deus ninguém se feriu.
 
 Como nos filmes, os bandidos tiveram acesso ao cofre principal do banco e levaram uma quantia não informada em dinheiro e joias. Também como nos filmes, o Gate, o Grupo de Operações Táticas Especiais, foi acionado para remover os explosivos não detonados deixados pelos bandidos em uma mochila. O que surpreendeu foi o armamento pesado usado pela quadrilha, como munição ponta 762, exclusivo do Exército Brasileiro. Esses projéteis deixaram verdadeiros rombos nos vidros da agência. E, claro, surpreendeu a ousadia.
 
Pelas informações obtidas pela polícia até agora, toda a operação de guerra planejada pelos bandidos foi muito bem arquitetada. Eles usaram oito carros no roubo, que foram abandonados em rodovias e canaviais da na cidade e região. Até mesmo uma caminhonete caiu em ribeirão no Piracicamirim e outro foi incendiado. Tudo para evitar deixar vestígios e digitais que pudessem ajudar na identificação.
 
O Centro da cidade viveu seu dia de guerra. Passado o susto e a curiosidade da população, chegou o momento de as polícias Federal, Militar e Civil unir os esforços para tentar desbaratar essa quadrilha, para que não volte a agir. Será um trabalho bem árduo, como normalmente o é nesses casos. Mas será questão de honra para as corporações elucidarem esse crime ousado, que deixou suas marcas na memória do piracicabano.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar

18/05/2018 18h00 Da redação À luz de velas
27/04/2018 16h11 Da redação Grudado no rio
25/04/2018 17h37 Jardim Botânico