,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Festa de Tupi será neste sábado; festejos de São João começam às 6h
  • Campanha de vacinação contra gripe termina sexta
  • TCE julga irregular contrato do Semae

Sem hipocrisia
Sabrina Franzol
30/05/2018 14h52
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
O assunto ainda é a paralisação/greve dos caminhoneiros. Não dá para fugir disso. O Brasil está, há cerca de nove dias, em caos, aliás — Sem hipocrisia —, há muito mais tempo que isso. A desordem no país não é de agora. A falta de insumos para procedimentos médicos em hospitais, por exemplo, não começou na semana passada, quando os caminhões foram encostados nas estradas. Essa situação é algo que, infelizmente, desespera há anos diversas pessoas, diariamente, em variadas cidades da nação verde e amarela.
 
Aulas em creches e escolas públicas também não começaram a ser canceladas no território brasileiro devido à manifestação dos motoristas de caminhões que não entregaram a merenda dos estudantes ou porque não há como os professores e alunos se locomoverem pelas ruas Sem abastecer o carro ou moto. De novo, Sem hipocrisia. O que vemos é um (pseudo) sistema educacional, que prima pela quantidade em detrimento da qualidade, como se as unidades escolares fossem apenas depósitos de seres humanos por um período do dia, Sem de fato instigar o pensamento crítico dos que se encontram ali, contribuindo para o desenvolvimento de cidadãos.
 
Por que as pessoas são lembradas a economizar água somente quando faltam os produtos necessários para a limpeza deste líquido tão precioso ou diante da estiagem? Por que o ser humano, o chamado ser racional, só pensa em usar bicicletas quando falta combustível para o automóvel? Sem hipocrisia. Essas atitudes deveriam ser, na verdade, hábitos de todos. Todos!
 
É claro que a paralisação/greve dos caminhoneiros complicou e complica os problemas já presentes no Brasil. É óbvio que a tentativa de chamar a atenção deu certo, porém, de nada adianta parar se o pensamento do ser humano não mudar. O que resolve colocar fogo em ônibus ou pneus? Quem vai arcar com os custos disso? Quem? A poluição gerada pela fumaça vai prejudicar a vida de quem? Enquanto a PM está escoltando caminhões com combustíveis, para que cheguem sãos e salvos às refinarias e postos, há vidas desprotegidas, sendo ceifadas com tiros, e crianças pulando muros de escolas para assaltar estabelecimentos comerciais. Enquanto a PM está escoltando caminhões com combustíveis, os governantes se reúnem em seus palácios e, Sem dúvida alguma, se deslocam até eles de carro, com motorista particular.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar

20/06/2018 12h41 Nani Camargo Lição de casa
19/06/2018 12h44 Da redação Crimes violentos
16/06/2018 12h32 Da redação Salto para a morte
15/06/2018 16h17 Da redação Peixe vandalizado
12/06/2018 18h08 Luta inglória
11/06/2018 13h59 De olho nos macacos