,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • 'Levar torta na cara em Chaves era uma honra', diz atriz de Paty
  • Prazo para sugestões à mobilidade é ampliado
  • Alça de acesso que ligará via deve ser entregue em janeiro

Suspiro de alívio
Sabrina Franzol
09/05/2018 18h15
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
Pesquisa encomendada pela Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba) e apresentada em matéria do repórter Felipe Poleti nesta edição do Jornal de Piracicaba revela que 68,3% dos 400 entrevistados devem comprar presentes para as mães, esposas, sogras e irmãs até domingo, por conta do Dia das Mães. O levantamento foi realizado pela CW7 Pesquisas, nos dias 3 e 4 de maio, e pode gerar nos comerciantes um Suspiro de alívio — a partir de uma perspectiva otimista — já que este período de compras tem potencial para ser o melhor dos últimos quatro anos, conforme Walton Pousa Neto, representante da empresa que fez a pesquisa.
 
Números passados pela entidade revelam progressão na intenção de compra para o Dia das Mães na comparação com os três anos anteriores: 2017 (60,4%), 2016 (52%) e 2015 (64,5%). Diante da atual conjuntura — de um Brasil de política desacreditada, o que influencia sobremaneira negativamente na economia, tendo como consequência pouco mais de 12 milhões de desempregados, conforme o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) —, indicadores de alta sempre são bem-vindos, ainda mais porque o aumento nas vendas tem a possibilidade de gerar emprego ou, pelo menos, frear demissões. “Se confirmadas essas informações, 2018 promete ser de melhora nas vendas para os comércios de Piracicaba, o que ajudará muito a retomada da economia e, consequentemente, na queda do desemprego em Piracicaba”, foi o que afirmou Neto em entrevista aoJP.
 
A intenção de consumo no Dia da Mães 2018 também promete ser 6,5 pontos percentuais maior em relação à última data comemorativa, o Natal do ano passado (61,8%). “As expectativas são positivas”, afirmou o presidente da Acipi, Paulo Roberto Checoli.
 
Agora, é torcer para que as projeções tornem-se reais ou, melhor ainda, sejam ultrapassadas. A esperança deve prevalecer, a fim de que os discursos de que as vendas estão emperradas possam ser substituídos por frases como “batemos a meta” ou “conseguimos vender além do esperado”. O crescimento da economia é de extrema importância no país, porque está estritamente ligado a diversas outras áreas da nação, como educação e saúde.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar

19/07/2018 08h33 Claudete Campos Feminicídio
14/07/2018 11h02 Claudete Campos Gripe e mortes