Eleitor brasileiro que vive no exterior terá 1,4 mil urnas para votar

Eleitor brasileiro que vive no exterior terá 1,4 mil urnas para votar
Fonte: Agência Brasil

Em parceria com a Justiça Eleitoral, o Ministério das Relações Exteriores organizou o esquema de votação para os 500.728 brasileiros, que vivem no exterior e estão cadastrados para as eleições de outubro, possam votar em outubro. Serão enviadas 1.424 urnas a 125 países, num total de 743 seções distribuídas em 171 cidades.

Mais 33 seções eleitorais adicionais foram abertas em regiões com grande concentração de brasileiros, nas quais não há representação consular permanente, como Florença e Veneza, na Itália; Colônia e Hamburgo, na Alemanha; Orlando, Salt Lake City e Frammingham, nos Estados Unidos, Winnipeg, no Canadá; e Vale do Bekaa, no Líbano.

Pelos dados oficiais, o eleitorado brasileiro no exterior em 1989, que era de 18.492 pessoas, aumentou para 500.728 em 2018, registrando elevação de 2.707%.

Vídeos

O Itamaraty já colocou à disposição sete vídeos informativos sobre as eleições com o objetivo de esclarecer as dúvidas. A série traz dados gerais sobre o voto no exterior e informações de utilidade pública.

Nos vídeos, há um histórico sobre o processo de alistamento e transferência eleitoral no exterior, detalhes sobre a plataforma, pela qual cerca de 76 mil brasileiros foram cadastrados, que facilitou a regularização da situação eleitoral.

Também são retratadas as especificidades na organização de eleições fora do país e os desafios enfrentados em diferentes regiões, como América do Sul, América do Norte, Europa e Ásia. 

Os vídeos estão disponíveis no seguinte endereço:

 

Eleitor brasileiro que vive no exterior terá 1,4 mil urnas para votar