Eleitores com cidadania italiana podem escolher representantes

Os brasileiros que têm cidadania italiana reconhecida, moram no exterior e estão devidamente registrados no Aire (Consulado Italiano) podem para participar das eleições italianas para a escolha de deputados e senadores. O eleitor deve votar assim que receber as cédulas e já postá-las nos Correios. O prazo máximo para que o envelope chegue ao Consulado é dia 1º de março. O pacote eleitoral também pode ser entregue pessoalmente até as 16h desse dia.
 
A Itália é o único país do mundo que elege deputados e senadores no exterior para representar italianos e ítalo-descendentes que deixaram o país. Vinte e quatro candidatos brasileiros ou italianos residentes no Brasil disputam as vagas ao parlamento da Itália na região da América do Sul. Entre eles, Fausto Longo — com experiência de cinco anos como senador no Parlamento Italiano — faz campanha para conquistar o voto dos brasileiros, desta vez para a vaga de deputado, por indicação do PSI (Partido Socialista Italiano).
 
Arquiteto e urbanista, Longo tem 65 anos, é mestre em tecnologia e planejamento habitacional. Já exerceu diversas atividades comerciais e políticas antes de assumir uma cadeira no Parlamento Italiano, em 2013. De lá para cá, recebeu várias homenagens e condecorações, entre elas o Título de Cavaleiro da Ordem de Estrela da Solidariedade Italiana, concedido pelo Governo Italiano àqueles descendentes que tenham prestado serviço pelo engrandecimento de alguma comunidade.
 
Como parlamentar, conquistou, em conjunto com outros membros do parlamento, 5 milhões de euros para atividades de facilitação e preservação da cultura italiana no exterior, por meio da chamada Emenda Omnibus. “Além disso, realizei um forte trabalho junto de governos e embaixadas para que a Carteira Nacional de Habilitação brasileira tivesse validade na Itália e vice-versa. O acordo de validação da CNH entrou em vigor no último dia 15 de janeiro”, enfatizou.
 
No dia 1º de março, as embaixadas enviam os envelopes recebidos dos eleitores para a Itália por via aérea e diplomática. Lá, os envelopes são assumidos pelo Escritório Central do distrito eleitoral do exterior. A abertura dos envelopes começa às 23 horas do domingo, 4 de março.