Em 10 anos, Fumdeca já repassou R$ 14 mi a projetos

evento Evento foi realizado no anfiteatro do Centro Cívico. ( Foto: Divulgação)

A Semdes (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social) e o CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) realizaram na quarta-feira solenidade em comemoração aos 10 anos do Fumdeca (Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente). Nesse período, segundo a Semdes, cerca de R$ 14 milhões foram repassados para as entidades que desenvolveram 245 projetos, que beneficiaram 40 mil crianças e adolescentes. Ao longo destes anos, 3.797 pessoas físicas e 189 pessoas jurídicas fizeram doações.

Durante o evento, realizado no anfiteatro do Centro Cívico, o Coral Cante & Encante, do Cesac (Centro Social de Assistência e Cultura São José) fez apresentação musical com alunos de projeto que é financiado com recursos do fundo, e da Associação Síndrome de Down – Espaço Pipa, que mostrou número de ginástica rítmica, que integra o projeto Juntos e Misturados, que também tem apoio do fundo.

Além das apresentações, também foi exibido vídeo com resultados de projetos desenvolvidos por quatro entidades, entrega de certificados de agradecimento a empresas e pessoas físicas que são doadores contumazes para o Fundo. Também na programação foram mostrados depoimentos de doadores e feita explanação, pelo delegado da Receita Federal, Vitorio Brunheroto, de como é possível doar e quais são as maiores dúvidas de quem quer doar.

Para Eliete Nunes, comemorar o aniversário de 10 anos é importante, porque o Fundo garante ao doador saber onde seu imposto está sendo investido e ainda permite a implantação de projetos que visam a defesa da criança e do adolescente. “A destinação não só permite que o doador tenha ciência de onde o seu imposto está investido, como permite que seja feita a diferença na implantação de projetos visando a defesa dos direitos da criança e do adolescente de Piracicaba”.

Roger Nascimento Carneiro, presidente do CMDCA, frisa que o Fumdeca é uma conquista do município. “Em 10 anos, os investimentos cresceram e pudemos contemplar diversas entidades e ao mesmo tempo ajudar o poder público a sanar as demandas sociais”, disse Carneiro.

(Da Redação)