Em 2017,Polícia Militar prendeu 3 pessoas em flagrante por dia na cidade

O 10º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior) lota dois CDPs (Centro de Detenção Provisória) por ano, somente com pessoas presas em flagrante. Cada unidade tem a capacidade de aproximadamente 500 detentos e, somente no ano passado, a corporação fechou o ano com 1.064 ocorrências, o que equivale a 2,91 flagrantes diários. Além disso, foram apreendidas 106 armas de fogo. A atuação dos policiais da região garantiu ao batalhão o troféu em grau Bronze do Prêmio Polícia Militar da Qualidade. 
 
Os números sobre os trabalhos foram divulgados ontem, data em que o batalhão comemorou 42 anos de atuação na cidade. Para marcar a data, aconteceu a operação Fecha-Quartel, em toda sua área de atuação, intensificando o patrulhamento preventivo, empenhando todas as modalidades de policiamento.
 
“O ano de 2017 foi muito positivo, pois conseguimos diminuir os índices de letalidade, roubos e furtos de veículos e roubos gerais na região. Os policiais também atingiram as metas do programa São Paulo Contra o Crime”, comentou o comandante do 10º, tenente-coronel Willians de Cerqueira Leite Martins.
 
O batalhão piracicabano possui cinco companhias territoriais de policiamento e uma Companhia de Força Tática, e atua em dez municípios da região, além da cidade sede. Piracicaba sedia a 1ª, 4ª e 5ª Companhias e a Companhia de Força Tática; a 2ª Companhia, sediada em Capivari, abrange também Saltinho, Rio das Pedras, Mombuca, Rafard e Elias Fausto, e a 3ª Companhia, sediada em São Pedro, compreende os municípios de Santa Maria da Serra, Charqueada e Águas de São Pedro. Os PMs atuam nos programas de policiamento (Radiopatrulha, policiamento a pé, Ronda Escolar, Força Tática, Rondas com Motocicletas, Canil e Patrulha Rural). A PM também desenvolve o Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) há 18 anos. O programa já formou mais de 65 mil crianças de escolas públicas e particulares de toda a região.
 
De acordo com o comandante, o 10º também atende aos pedidos de policiamento ostensivo para eventos, como o Campeonato Paulista de Futebol, Festas do Peão, das Nações, Carnaval de rua, eleições, abertura do comércio noturno no mês de dezembro, além de outras necessidades da comunidade local.
 
 
INÍCIO — A PM presta serviços à comunidade piracicabana desde 8 de agosto de 1901, quando foi instalado o Destacamento de Polícia, subordinado à 2ª Companhia do 8º Batalhão de Caçadores, de Campinas, da então Força Pública do Estado de São Paulo. Em 1970, o destacamento tornou-se a 3ª Companhia do 8º BPM/I. Ainda em 1970, a Companhia desvinculou-se do 8º BPMI de Campinas e tornou-se a 4ª Companhia Independente de Polícia Militar, tendo como comandante o então Capitão PM Sérgio Mônaco. Em 16 de janeiro de 1976, a 4ª Companhia Independente transformou-se no 10º BPM/I.