Em 9 meses,Receita Federal arrecada R$ 8,1 bi em tributos

receitas Números foram divulgados ontem pelo delegado do órgão na cidade,Victório Brunheroto. ( Foto: Claudinho Coradini/JP)

A Delegacia da Receita Federal de Piracicaba arrecadou, de janeiro a setembro deste ano, R$ 8,1 bilhões em tributos. O montante engloba arrecadação das 25 cidades que fazem parte de sua área de atuação. Durante todo o ano passado, só a arrecadação registrada em Piracicaba somou R$ 4 bilhões, o que deixou a cidade no 36º lugar no ranking de arrecadação do país. Os números foram divulgados ontem pelo delegado do órgão na cidade, Victorio Brunheroto, durante solenidade de 50 anos de criação da Receita Federal no Brasil. Em Piracicaba, a Receita atua como delegacia há 20 anos.

A cerimônia na sede da RF reuniu servidores e autoridades municipais. O prefeito Barjas Negri (PSDB) destacou a importância da Receita para a sociedade e a parceria da instituição com o município, entre elas na destinação do Imposto de Renda para o Fumdeca (Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), que no ano passado repassou R$ 2.251 milhões às entidades sociais, que têm os projetos sociais aprovados pelo CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescentes). Barjas aproveitou para pedir que o repasse seja estendido ao Fundo Municipal do Idoso.

O ex-delegado da Receita Federal Luiz Antônio Arthuso disse que os 50 anos da Receita Federal – comemorados no último dia 20 – simboliza a criação do órgão da forma como ele é hoje e destacou que, na verdade, a cobrança de tributos, arrecadação de impostos datam do descobrimento do País. “Naquela época já havia a arrecadação porque não existe Estado sem arrecadação”, afirmou. Para ele, a evolução da Receita acompanha a da informática. “Mas vale destacar que a Receita Federal cresce aos saltos e a revolução é a mesma na sociedade”, comparou.

O analista tributário Márcio Félix de Jesus traçou uma linha do tempo dos impostos no mundo. “A referência da Receita Federal é o imposto”, destacou. Ele lembrou da resistência das pessoas em pagarem impostos é por não verem retorno. Durante o evento, foram apresentados vídeos publicitários de campanhas para pagamento do Imposto de Renda na década de 1980. Nas peças destaca-se a importância de os brasileiros recolherem o imposto sem temer ao leão – símbolo do IR -, segundo Brunheroto, por ser o rei dos animais, não atacar sem avisar e ser justo.

(Beto Silva)