Em crescimento

Presidente da CJ anunciou que os investimentos nos próximos cinco anos causarão impacto bastante positivo na cidade

 

Em tempos de dificuldades econômicas e instabilidade política, sempre é muito bom receber boas notícias. Ontem, a primeira empresa sul-coreana a se instalar em Piracicaba, a CJ Brasil. anunciou em entrevista coletiva que completará 11 anos no próximo dia 15. Além disso, reassumiu o compromisso com a cidade ao garantir investimentos volumosos nos próximos cinco anos, para atingir a meta de dobrar o faturamento gerado pela unidade piracicabana. Quem trouxe a boa notícia foi o presidente da multinacional no Brasil, Jung Hwan Shin, que recebeu a imprensa pela manhã para falar do momento da companhia no país. O volume de recursos a ser investido é mantido em sigilo por razões estratégicas.

Recentemente, Piracicaba sofreu um baque violento com o fechamento da multinacional Mondelez, que dispensou 700 empregados nos últimos quatro meses, para concentração da produção em duas plantas em outros estados. Foram feitas várias gestões para tentar manter a empresa na cidade, sem sucesso.

Agora veio a boa notícia sobre o crescimento da empresa coreana. Reportagem de Rodrigo Guadagnim nesta edição mostra que o presidente da CJ anunciou que os investimentos nos próximos cinco anos causarão impacto bastante positivo na cidade, porque será priorizada a compra de equipamentos para ampliação dos fornecedores de Piracicaba e região. A fala do presidente Shin mostra esse compromisso com a cidade: 75% do valor a ser investido será gasto na cidade ou nos municípios vizinhos. “Queremos aumentar a capacidade e também ajudar Piracicaba”, afirmou o presidente. A cidade agradece. Primeiro, porque gera empregos. Segundo, porque recolhe impostos, tão essenciais para manutenção do funcionamento dos serviços públicos.

Nesse momento de transição dos governos estaduais e federal – por causa da proximidade das eleições municipais – os empresários ligam o modo espera para definir as estratégias de negócios e de investimentos. Contudo, o presidente da companhia deixou claro que manterá o mesmo rumo e que pretende aumentar os projetos, independente de quem será o novo presidente do Brasil. A fala é de suma importância. Mostra que a empresa se mantém firme no propósito de continuar na cidade.

Diante de tal cenário nebuloso, só o fato de a empresa garantir os investimentos e os empregos são notícias alvissareiras. Recentemente, a Caterpillar já anunciou investimento de R$ 55 milhões em novo prédio para aumentar a produção. É sabido que o setor industrial é um dos maiores geradores de emprego, além de pagar os salários mais altos na cidade. Por isso, a prefeitura estar sempre atenta para manter essas empresas – sempre muito assediadas para se instalar em outros municípios – e garantir o desenvolvimento econômico.

 

(Claudete Campos )