Em fase eleitoral, XV tem técnico especulado

futebol Paulo Roberto fez excelente trabalho no São Bento. ( Foto: Reprodução/São Bento)

Com a saída do técnico Cléber Gaúcho do XV de Piracicaba, para dirigir o Sertãozinho, tiveram início as especulações sobre o nome do treinador que irá conduzir a equipe piracicabana na disputa do Campeonato Paulista da Série A2, em 2019. Com eleições agendadas para o mês de novembro, porém, o clube ainda não pode sacramentar a chegada do novo comandante, embora as duas chapas concorrentes trabalhem nos bastidores para fechar o quanto antes com o próximo técnico.

A reportagem apurou que Paulo Roberto Santos, treinador com longa passagem pelo São Bento, tendo levado a equipe à Série B do Campeonato Brasileiro, mas atualmente sem clube, está cotado para comandar o Alvinegro. A chegada dele estaria vinculada ao vereador Capitão Gomes (PP), que é um dos postulantes ao cargo de presidente do XV. Nesta quinta-feira (25), Gomes não quis comentar sobre nenhum nome e disse que trabalha inicialmente para chegar à presidência.

“Nós estamos nos preparando para montar um XV forte”, afirmou. LÍDER entrou em contato com Paulo Roberto Santos, que também negou ter recebido qualquer contato para dirigir o Nhô Quim a partir do primeiro semestre da próxima temporada. “Não fui procurado por ninguém do XV de Piracicaba e não sei quem é o Capitão Gomes. Conversei com alguns clubes, o pessoal tem me ligado, mas não há nada acertado com ninguém”, disse o treinador.

SÉRIE A2

Após reunião realizada na sede da FPF (Federação Paulista de Futebol), na última quarta-feira (24), foram definidos regulamento e fórmula de disputa do Campeonato Paulista da Série A2, em 2019. Com início previsto para o final de semana do dia 21 de janeiro, a competição será disputada por 16 equipes que se enfrentarão em turno único, totalizando 15 jogos na primeira fase. Diferente dos anos anteriores, oito times avançarão para as quartas de final e se enfrentarão em dois jogos de mata-mata, assim como nas semifinais e final. Em caso de empate na soma dos placares, o confronto será decidido nos pênaltis.

A competição tem três datas a mais do que neste ano, totalizando 21 jogos, com término previsto para o dia 1º de maio. “Achei positiva a mudança de oito clubes se classificarem na primeira fase, pois, obviamente, aumentam as chances de você chegar à última rodada, caso a classificação não venha antes, brigando por uma vaga. O que me desagradou foi a questão do desempate no mata-mata ser nas cobranças de pênaltis e não por melhor campanha. Mas, foi feita uma votação e nós respeitamos a decisão. Acredito em uma A2 bastante equilibrada e disputada”, disse o gestor de futebol do XV, Diego Cope.

A cota repassada pela entidade foi reajustada em quase 30%. Pela participação, o Nhô Quim receberá um valor próximo aos R$ 900 mil (bruto), porém, devido à antecipação de uma parte do dinheiro para quitar a dívida com o Ludogorets, da Bulgária, no processo envolvendo o atacante Paulinho, mais encargos, juros e taxas, o Alvinegro ficará com aproximadamente R$ 613 mil. Além de garantir uma vaga na Copa do Brasil, em 2020, o campeão terá uma premiação de R$ 280 mil, enquanto o vice receberá R$ 200 mil.

( Líder Esportes)