Em Piracicaba pagamentos das cotas do PIS somam R$ 51milhões

A superintendência da Caixa informa que, em Piracicaba 29.334 beneficiários terão direito ao saque. (foto: Amanda Vieira/JP)

A partir deste mês de agosto a CEF (Caixa Econômica Federal) inicia o pagamento das cotas do PIS (Programa Integração Social) aos trabalhadores cadastrados no Fundo PIS/PASEP até 4 de outubro de 1.988 e que ainda não sacaram o saldo da conta individual de participação. De acordo com os dados da superintendência da Caixa Econômica Federal de Piracicaba, na cidade são 29.334 beneficiários, que totalizam o montante de R$ 51,1 milhões disponíveis.

Segundo explicou o superintendente da Caixa em Piracicaba, José Luiz Pavanelli, a liberação das cotas do PIS faz parte da medida provisória 889 editada este ano pelo Governo Federal, na qual foram liberados os saques do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) imediato e por aniversário, que começam a ser pagos aos trabalhadores a partir de setembro deste ano e de abril de 2020, respectivamente.

Com relação às cotas do PIS, Pavanelli explicou que no próximo dia 19, será feito o crédito para quem possuir conta corrente ou poupança da CEF. “Esse crédito será feito para os correntistas de todas as idades”, observou. Já no dia 26 de agosto receberão os créditos, os beneficiários com idade até 60 anos. Encerrando o calendário, no dia 2 de setembro, terão direito ao saque das cotas, os beneficiários na faixa etária até 59 anos.

De acordo com Pavanelli 42% das pessoas que têm cotas do PIS possuem idade maior ou igual a 70 anos. Muitos trabalhadores receberam os recursos quando se aposentaram, por motivo de doença ou morte do titular.

No caso do cotista já falecido, o pagamento pode ser efetuado aos dependentes, que devem apresentar certidão ou declaração de dependentes habilitados à pensão por morte expedida pelo INSS, atestado fornecido pela entidade empregadora, para os casos de servidores públicos, alvará judicial designando o representante legal, indicando o PIS ao qual o benefício se refere, e Carteira de Identidade do representante legal (na falta da certidão de dependentes habilitados), formal de partilha/escritura pública de inventário e partilha (judicial ou extrajudicial). Pavanelli destaca que se houver consenso entre os herdeiros, o levantamento do saldo independerá de inventário, sobrepartilha ou de autorização judicial, bastando que os mesmos firmem termo por escrito autorizando o saque e declarando não existirem outros sucessores conhecidos.

A caixa disponibiliza canais para consulta às cotas do PIS, pelo telefone 0800 726 0207 ou pelo site caixa.gov.br/ cotaspis

Beto Silva
beto.silva@jpjornal.com.br