Em um ano, cidade ganha mais de 4 mil novos habitantes

De acordo com as estatísticas, a taxa de crescimento populacional foi de 0,79% ao ano. (foto: Amanda Vieira/JP)

O IBGE Instituto Brasileiro de Geografi a e Estatística) divulgou ontem as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho de 2019. De acordo com as estatísticas, a taxa de crescimento populacional foi de 0,79% ao ano, apresentando queda do crescimento quando comparado ao período 2017/2018, conforme a Projeção da População 2018.

Com base nos números divulgados nesta quarta-feira, Piracicaba passou de 400.949 habitantes para 404.142. Já na projeção anterior, de 2017 para 2018, o percentual de crescimento foi de 0,91% – a cidade passou de 397.322 moradores para 400.949. De acordo com o IBGE, Estima-se que o Brasil tenha 210,1 milhões de habitantes.

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo TCU (Tribunal de Contas da União) para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográfi cos.

Segundo o instituto, as populações das cidades foram estimadas por procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos municípios.

O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010) e ajustadas. As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

Em 2019, pouco mais da metade da população brasileira (57,4% ou 120,7 milhões de habitantes) se concentra em apenas 5,8% dos municípios (324 municípios), que são aqueles com mais de 100 mil habitantes. Já os 48 municípios com mais de 500 mil habitantes concentram quase 1/3 da população (31,7%, ou 66,5 milhões de pessoas). Por outro lado, na maior parte dos municípios (68,2%, ou 3.670 municípios), com até 20 mil pessoas, residem apenas 15,2% da população do país (32,0 milhões de pessoas). Dos 17 municípios com população superior a um milhão de habitantes, 14 são capitais estaduais. Esses municípios concentram 21,9% da população do país.

Beto Silva
[email protected]com.br