Emplacamento de veículos cresce 17% no 1º semestre

Vendas superaram as expectativas dos lojistas do setor. (foto: Amanda Vieira/JP)

O número de emplacamentos de veículos zero quilômetro em Piracicaba, neste primeiro semestre, registrou aumento de 17% ante o mesmo período de 2018. Os dados foram divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores). Segundo a entidade, nos seis primeiros meses de 2019, 3.466 automóveis foram emplacados na cidade; já em 2018, no mesmo período, foram 2.962 carros novos. O percentual é o mesmo quando acrescentados os números de motos, caminhões, ônibus e utilitários passando de 4.502 unidades em 2018 para atuais 5.295.

Para o presidente da Auto Honda (Associação Brasileira de Revendedores de Automóveis Honda), Jorge Aversa Júnior, o resultado do semestre ficou acima da expectativa do setor.

Segundo ele, a estimativa de crescimento era de 10%. Aversa avalia que o que impulsionou o resultado positivo foi o desempenho do mercado no primeiro trimestre. “Os meses de janeiro e fevereiro foram superiores, apesar de haver uma expectativa devido ao novo governo”, afirmou.

Outro fator que tem contribuído para as vendas, segundo destaca Aversa, são os juros baixos. “Há anos o Selic que é base do mercado de automóveis, não se apresentava como hoje”, pontuou.

As promoções e bônus oferecidos pelos fabricantes são outras determinantes para o aumento das vendas. “Além disso, tem os prazos mais longos e a facilidade de crédito, o que torna o mercado mais oportuno e convidativo ao consumidor”, afirmou Aversa.

HUMOR

O presidente da Auto Honda acredita que a expectativa para o próximo semestre irá depender da aprovação da Reforma da Previdência. “Todos os setores econômicos, todo o mercado está com a expectativa de investimento vinculada à aprovação da Previdência, assim o humor dos investidores muda e o consumidor passa a ter mais confiança”, avaliou.

Aversa afirmou que a frota nacional está antiga uma vez que nos últimos três anos o mercado se manteve parado.

Beto Silva
[email protected]