Encontro Danças Negras no Sesc Piracicaba

O encontro Danças Negras e a Diáspora no Brasil, do Sesc Piracicaba, realiza entre os dias 7 e 9 de junho atividades que propõe momentos de reflexão e fruição artística relacionados às múltiplas danças negras. A programação conta com a participação do Coletivo Anônimos da Dança e tem o apoio da Casa do Hip Hop. A abertura acontece, no Teatro da unidade, nessa sexta-feira (7), às
19h, com apresentações das bailarinas Márcia Maria Antônio e Vânia Oliveira, e posterior bate-papo com convidados. A retirada de ingressos com uma hora de antecedência. Toda programação tem entrada gratuita.

De acordo com seus pesquisadores, as danças negras são todas as práticas de dança e coreografia cuja inspiração sejam danças locais e patrimoniais originárias diretamente do continente africano
– sejam elas derivadas do território, sejam aquelas com uma inspiração mística e espiritual oriunda do imaginário e da sabedoria africana. Elas não são um monopólio do seu continente originário, mas produtos de todo artista que possua um vínculo de descendência com a África e que se inspire, seja materialmente, seja espiritualmente, no continente. Também não são produzidas apenas por negros ou para os negros.

No Encontro de Abertura, Márcia Maria Antônio apresenta relato de sua trajetória na dança afro, passando por elementos do Batuque de Umbigada, do Samba Lenço, da Capoeira, do Jongo e da Dança dos Orixás. Já Vânia Oliveira, dançarina, pesquisadora e professora, foi Negra Malê (bloco Malê Debalê) e Princesa do Ilê Aiyê, traz em palestra-show seu relato das danças dos blocos afro de Salvador.

No sábado (8), às 9h30, na Sala de Expressão Corporal, a artista da dança, antropóloga e mediadora cultural, Luciane Ramos-Silva, ministra a oficina Corpo em Diáspora. A atividade discute a dança como espaço de produção de conhecimento e urgências dos nossos tempos. Para participar é necessário fazer inscrição no site sescsp.org.br/piracicaba ou na Central de Atendimento.

No mesmo dia, às 13h, também na Sala de Expressão Corporal, é a vez da bailarina, pesquisadora de dança afro e professora da Funceb, Vânia Oliveira, ministrar a oficina Danças de Blocos Afro,
que trata dos valores históricos, culturais e identitários das danças de matriz africana, para participar é necessário fazer inscrição no site sescsp. org.br/piracicaba ou na Central de Atendimento.

Para encerrar o sábado, às 16h, a Trupe Benkady apresenta o espetáculo Sons D’Oeste. O grupo de pesquisa em dança e ritmos de matriz africana experimenta timbres da natureza e une diferentes instrumentos de percussão em cena. O evento acontece no Tetro, com retirada de ingressos uma hora antes do início.

No domingo (9), às 10h, a
programação acontece na Casa do Hip Hop. A oficina Danças Africanas será com Flavia Mazal e Trupe Benkady. A atividade tem como base a releitura das danças dos balés da Guiné. A prática é acompanhada por música ao vivo. Haverá entregas de senhas no local (15 minutos antes). De volta ao Sesc Piracicaba, o Teatro recebe no domingo, às 14h, a Mostra Danças Negras de Piracicaba.

SERVIÇO
Abertura do Danças Negras e a Diáspora no Brasil, dia 7, 19h. Teatro. Grátis – Retirada de ingressos com uma hora de antecedência. Eventos ocorrem também dias 7 e 8 no Sesc Piracicaba, na rua Ipiranga, 155. Informações pelo telefone: (19) 3437-9292 ousescsp.org.br

Da Redação