Equipes do Canil participam de treinamento regional

canil Cães aprofundaram abordagem tática. (Foto: Divulgação)

Quatro equipes do Canil Setorial do 10º BPMI (Batalhão de Polícia Militar do Interior) de Piracicaba participaram do treinamento regional, realizado junto com batalhão de Rio Claro (37º) e o 48º de Sumaré. As abordagens com a utilização do cão e a imobilização dos infratores foi alguns dos treinamentos realizados com os cães, cuja maioria são da raça pastor belga de malinois, uma das principais raças adotadas pelas corporações do país.

O comandante da companhia de Força Tática, que também abriga o Canil, capitão Marcelo Henrique de Lima, disse que o treinamento é importante para manter a eficiência dos cães durante as atividades policiais.

“É necessário manter e aprimorar sempre o adestramento. Os cães hoje, exercem um apoio muito importante no trabalho policial, tanto na proteção de seu condutor como também da equipe, imobilização de infrator, faro de entorpecentes ou armas, dependendo da necessidade”, afirmou o capitão.

ENTORPECENTES — Quando o assunto é localização de entorpecentes, os cães são imbatíveis. Como ocorreu recentemente com o pastor belga de malinois Xacau, do Canil da Polícia Militar, que sinalizou a existência de entorpecente após passar em frente de uma residência, no bairro São Dimas, em São Pedro, no último dia 17. No local, os policiais encontraram cerca de 800 porções de crack e cocaína, além de R$ 1.291 em dinheiro.

Devido à eficiência do uso dos cães nesse tipo de abordagem, o Canil da PM também tem sido solicitado para apoiar as ocorrências das polícias Militar Rodoviária, Civil e Federal.
O Canil atua em modalidade especializada, com a utilização de cães em diferentes frentes, nas atuações de distúrbios civis, policiamento em eventos, no combate ao tráfico de drogas, demonstração de cunho social, entre outras.

(Cristiani Azanha)