Era uma Vez na Esalq, resgata memórias da infância

Era uma Vez na Esalq, acontece hoje (8), às 16h, no Salão Nobre da universidade. O espetáculo reúne príncipes, princesas, heróis e vilões com um único objetivo: resgatar as memórias da infância que perpetuam por toda a vida. A entrada é gratuita, aberta ao público, e a classificação indicativa é livre. A duração é de duas horas.

O espetáculo faz parte do Serviço de Cultura e Extensão Universitária da Esalq e reúne esforços do Grupo Vocal da universidade e de alunos, que além de atuarem na peça, também foram responsáveis pelo figurino e projeção de cenário, sendo este preparado pelo aluno do curso de Gestão Ambiental, Diogo Meneses Costa, que também é responsável pelas adaptações musicais
e contrarregragem.

“É muito bonito ver a dedicação dos estudantes, que vai de encontro aos princípios da extensão cultural na universidade, que visa descobrir e ampliar a arte presente nos alunos”, declara Cíntia Pinotti, coordenadora artística do espetáculo. “Eles deram o máximo de si e a técnica de cada um se desenvolveu bastante”.

A apresentação reúne músicas de diversos filmes clássicos infantis, como “Os Sons de Notre Dame”, de O Cordunda de Notre Dame, “Cavando a Mina Eu Vou”, de Branca de Neve e os Sete Anões, e “Bibidi Bobidi Boo”, de Cinderela. As princesas modernas são um sucesso à parte com as crianças. Moana, Elsa e Merida fazem os pequenos vibrarem e cantarem junto aos atores. “Quando a Moana entra, por exemplo, toda a plateia canta junto”, conta Cíntia. “O espetáculo traz à tona o melhor da infância”.

SERVIÇO
Era uma Vez na Esalq. Hoje, às 16h, no Salão Nobre da Esalq, na avenida Pádua Dias, 11. Informações (19) 3429-4597. Entrada gratuita.

Mariana Requena