Espetáculo Anjo Negro vai até sábado,no Engenho

obra Apresentação do espetáculo Anjo Negro segue até sábado (27). ( Foto: Divulgação)

Os alunos da oficina de teatro do Programa Movimentação Cultural e Grupo Atuação interpretam a partir de hoje até sábado (27), às 20h, na Igrejinha do Parque do Engenho Central, o espetáculo
Anjo Negro, com adaptação de Washington Poppi para o texto escrito em 1946, por Nelson Rodrigues. A entrada é gratuita.

Com forte abordagem à questão racial, a peça retrata um problema pouco discutido no Brasil daquela época, mas que até os dias de hoje, devido as atrocidades ainda noticiadas, é motivo de questionamento. Nela, Rodrigues identifica não apenas o preconceito do branco, mas também do próprio negro.

A encenação conta a história do personagem negro, Ismael, que tinha outros estereótipos: era médico e pertencia à elite, mas, ainda assim, não deixava de sofrer com o racismo. O preconceito faz com que ele procure inserção na sociedade a partir da negação da sua cor. Renega sua mãe por ser negra e constitui família com uma mulher branca, desfrutando do dinheiro e prestígio social que sua profissão trazia. Busca a ascendência social ao se formar em medicina, mas não a valorização da sua cor. Passa a se sentir branco, e, como branco passa a discriminar os negros.

“Montar um texto de Nelson Rodrigues não é tarefa simples. Para nossa encenação, procurei trabalhar a questão racial através de uma simbologia corpórea, misturando elementos naturais como a água, o fogo, a terra e o ar. Nelson abre feridas, expõe as chagas e não são todos que gostam de ver. Ele é denso, tenso, e exige muito do ator. Mas que ator não quer interpretar Nelson? Ele dá infinitas possibilidades ao ator e ao diretor. Trazer à cena uma temática racial, de um texto escrito nos.anos 50, é muito pertinente, numa sociedade onde a intolerância impera e as pessoas se matam por ninharia”, comentou Poppi.

Ele acrescenta que o elenco é composto por 19 atores com um número expressivo de personagens negros que dão vida a ‘Anjo Negro’. “Não é toda hora que vemos um elenco grandioso montar um espetáculo e isso é louvável. A expectativa é enorme. Passamos quatro meses ensaiando o texto e agora é hora de mostrar o nosso trabalho”, salientou o diretor da peça.

MOVIMENTAÇÃO CULTURAL – O Programa é uma iniciativa da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo que desde 2005, busca promover a cidadania por meio das mais
diversas atividades de informação e formação cultural. Tem por finalidade principal, democratizar o acesso da população aos bens culturais, assim como incentivar a produção da cultura piracicabana. Informações: (19) 3403-2606.

( Raquel Soares)