Espetáculo“A Casamenteira” chega ao Teatro Dr. Losso Netto

peça Peça é inspirada em clássico da Broadway Alô, Dolly!; ingressos já estão à venda pela internet . (Foto: Divulgação)

Inspirado clássico da Broadway Alô, Dolly!, o Teatro Dr. Losso Neto recebe neste sábado (10), a partir das 20h30, o espetáculo A Casamenteira produzido pelo Coral Allegro Vocale. A ação se passa em 1890, no estado de Nova Iorque, e conta a história de Dolly Levi, uma célebre viúva casamenteira, que é contratada pelo avarento e mal-humorado comerciante de Yonkers, Horácio Vandergelder, para lhe arranjar uma esposa na cidade grande (na capital Nova Iorque). Os ingressos estão no site www.megabilheteria.com.br pelos valores de plateia A: inteira R$ 70 – R$ 60 (antecipado) – e meia R$ 35; plateia B: inteira R$ 50 – R$ 40,00 (antecipado) – e R$ 25 (meia).

“Nós começamos a pensar em fazer o espetáculo em 2015, para isso passamos por diversas reuniões pensando no investimento, nos costumes, na época e todas as técnicas que poderíamos usar. O ano passado montamos pela primeira vez no Teatro do Engenho e foi muito gostoso. Porém, muitas pessoas não puderam comparecer, então nós resolvemos trazê-la novamente este ano”, ressaltou o produtor Lucas Lopes.

No geral, são 23 atores e dançarinos em cena e uma orquestra de 18 integrantes, sob a direção geral, musical e regência de Lucas Lopes. A produção conta ainda com cenários e mais de 50 figurinos de época com a direção cênica de Jorel Ivens, coreográfica de Patrícia Veiga e versão brasileira do renomado ator e diretor Miguel Falabella.

No enredo, após Dolly apresentar Vandergelder a Irene Molloy, é iniciada uma série de armações quando decide que ela mesma conquistará o bom partido e ficará rica. O musical destaca ainda o jovem Cornélio Hackl, funcionário de Horácio, que se apaixona por Irene. Ele está sempre metido em confusões com seu fiel escudeiro, Barnabé Tucker. “Apesar da peça se passar nos anos 1990, ela trata de temas atuais como a importância da mulher na sociedade e a relação entre as classes sociais e empregadores e trabalhadores. Também retrata a situação da mulher enquanto dependente ao homem, e este por sua vez, como machista que só a quer para cuidar da casa. Esses são temas que mesmo depois de muitos anos, ainda são atuais, então isso traz ao público uma reflexão de forma orgânica e natural, pois a peça é super divertida. São duas horas e meia de espetáculo que você não sente passar”, confirmou Lopes.

 SERVIÇO -Espetáculo A Casamenteira do Coral Allegro Vocale. Sábado (10), às 20h30, no Teatro Dr. Losso Netto (Av. Independência, 277 – bairro Alto). Os ingressos estão disponíveis no site: www.megabilheteria.com. br.

(Ana Caroline Lopes)