,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Emicida celebra a carreira e o bom momento do rap com a gravação do 1º DVD
  • Sequência de 'Animais Fantásticos e Onde Habitam' ganha data de estreia
  • Em DVD, a face roqueira de Gal Costa

Sport poupa titulares, mas bate Joinville nos pênaltis e avança na Copa do Brasil
Agencia Estado
20/04/2017 06h00
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
Mesmo sem utilizar alguns dos seus principais jogadores, o Sport conquistou a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira. O time pernambucano foi derrotado pelo Joinville por 2 a 1, mesmo placar do jogo de ida, na Arena Joinville, mas avançou após vencer a disputa nos pênaltis, por 4 a 3. O herói da classificação foi o experiente goleiro Magrão, que defendeu as cobranças de Fernandinho e Danrlei. Leandro Pereira parou no goleiro Matheus, do Joinville, mas Everton Felipe, Lenis, Fabrício e Matheus Ferraz converteram suas cobranças e garantiram a classificação. A primeira etapa em Joinville foi de domínio do time da casa. Precisando da vitória para buscar a classificação, o anfitrião tomou a iniciativa e teve mais posse de bola, mas não conseguiu transformar essa superioridade em lances de perigo. O Sport, por sua vez, jogava fechado e buscava contra-ataques para surpreender, mas sentia a ausência dos poupados Rithely, Diego Souza, Rogério e André. Sem o quarteto ofensivo titular, a equipe pernambucana não tinha poder de decisão quando chegava ao ataque. Na segunda etapa, o Joinville precisou se lançar ainda mais ao ataque e acabou se abrindo. O Sport aproveitou e inaugurou o placar com Leandro Pereira, aos 27 minutos. Em jogada individual, o atacante invadiu a área e tocou na saída do goleiro para colocar os pernambucanos na frente. A resposta do Joinville, no entanto, veio apenas quatro minutos mais tarde. Bruno Rodrigues passou por Matheus Ferraz e bateu colocado para deixar tudo igual. Na pressão, o time da casa ainda marcou o segundo no último minuto do tempo normal e levou a decisão para os pênaltis. Caíque cruzou e Marylson completou na segunda trave. Mas nos pênaltis o sonho de ir adiante acabou.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar