,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Inadimplência do consumidor cresce 5,8%
  • Roubos e furtos caem no primeiro semestre do ano
  • Umidade do ar cai e deixa cidade em estado de atenção

‘Temos que saber sofrer’, diz Zé Roberto sobre jogo
Líder Esportes
05/07/2017 15h13
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
08.jpg

Zé Roberto ainda busca o título inédito da Copa Libertadores. (Foto: Estadão Conteúdo)

Experiente, o lateral-esquerdo Zé Roberto coleciona passagens marcantes por diversos clubes ao redor do planeta e também marcas coletivas e pessoais. Perto de completar 43 anos de idade (o jogador faz aniversário no dia 6 de julho), o camisa 11 do Palmeiras ainda segue com grandes objetivos na carreira, como, por exemplo, conquistar o título da Libertadores deste ano.

O consagrado atleta, inclusive, trata o torneio como ‘motivação extra’ na reta final de sua trajetória. Com 42 anos, 11 meses e 29 dias, Zé Roberto pode atualizar a marca de segundo jogador mais velho a atuar pela competição internacional, caso entre em campo nesta quarta-feira, às 21h45, contra o Barcelona no Equador.

Neste quesito, o palestrino só perde para o peruano Vicente Villanueva, que, em 1968, entrou em campo pelo torneio continental aos 43 anos e 11 meses, pelo Sporting Cristal. 

“Nunca imaginei que ia jogar em alto nível nesta idade e em um clube grande, mas consegui chegar porque sempre tive a profissão como foco. Por isso que cheguei a essas marcas, atingi esse nível. Mas a minha motivação é o amor que tenho por jogar futebol. O meu maior objetivo nunca foi alcançar marcas, o objetivo maior sempre foi conquistar títulos. Nesses dois anos consegui ser campeão da Copa do Brasil e do Brasileiro. Com certeza o meu objetivo é conquistar a Libertadores também, que ainda não tenho. A minha motivação é essa”, falou o lateral.

“Esperamos um jogo difícil, complicado. Sabemos que em alguns momentos da partida teremos de saber sofrer. A equipe deles virá para cima e tem o apoio da torcida. A pressão é grande, o torcedor fica bem próximo”, finalizou.

 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar