,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Funcionários do HR pedem readequação de linhas de ônibus
  • Atividades marcam Dia do Coração amanhã
  • Canil ganha sala de memorização de odores

XV é derrotado em Campinas e segue na Série A2 do Paulista
Líder Esportes
05/04/2018 12h02
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 

O XV de Piracicaba continua na Série A2 do Campeonato Paulista. A equipe piracicabana foi derrotada nesta quarta-feira (4) pelo Guarani, por 1×0, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa em Campinas. O único gol da partida válida pelas semifinais foi marcado pelo meio-campista Ricardinho, aos 2min do segundo tempo. Com o triunfo, o time de Campinas conseguiu o acesso e irá decidir o título estadual contra o Oeste. O Nhô Quim concentra os planos agora no segundo semestre, quando deve disputar novamente a Copa Paulista.

A campanha alvinegra foi repleta de altos e baixos. Após duas derrotas em casa, contra Rio Claro (1×3) e Oeste (0x4), o técnico Evaristo Piza balançou no cargo e o volante Guly concedeu uma entrevista polêmica, criticando a torcida. Longe de apresentar bom futebol, a equipe reagiu e ficou cinco rodadas sem perder, derrotando inclusive o Guarani, em Campinas. Ao aproximar-se do G-4, o Nhô Quim sofreu duro golpe na nona rodada: a goleada por 4×1 em Sertãozinho voltou a deixar Piza na ‘corda-bamba’, mas a diretoria bancou o treinador.

Quem saiu foi Guly, em rescisão de contrato amigável. De lá para cá, o XV encaixou uma sequência de sete partidas de invencibilidade. O Alvinegro entrou no G-4 na penúltima rodada da primeira fase ao bater o Osasco Audax por 1×0 no Barão da Serra Negra, e confirmou a classificação em empate heroico no ABC contra o São Bernardo. Na ocasião, o time piracicabano teve quatro atletas lesionados e avançou devido ao tropeço do Sertãozinho, que sofreu o empate da Portuguesa no último minuto. Na decisão pelo acesso contra o Guarani, um empate e uma derrota acabaram com o sonho do acesso.

Antes da bola rolar, mais um episódio de violência foi registrado. Um dos ônibus que levava os torcedores do XV a Campinas foi apedrejado na rodovia Luiz de Queiroz, antes do trecho em que a escolta policial aguardava a condução. Uma torcedora foi ferida na cabeça, mas passa bem. Em campo, a única novidade do XV de Piracicaba para a partida foi a ausência do lateral-esquerdo Pedrinho, lesionado na panturrilha esquerda. No lugar, Piza improvisou o volante Fraga e deixou Rubens Carvalho, lateral de origem, como opção no banco de suplentes.

A partida começou eletrizante e o Nhô Quim perdeu uma chance incrível de abrir o placar aos 3min. Após bate-rebate na área, a bola sobrou limpa para Fabinho, cara a cara com Bruno Brígido, mas o atacante errou o alvo quando tinha tudo para marcar. Apesar do susto inicial, a iniciativa foi do Guarani. Aos 16min, Bruno Mendes aproveitou cruzamento pela direita e cabeceou com perigo. O time piracicabano apostava na velocidade de Bruninho para contra-atacar, mas não encaixava o último passe.

 

DECISIVO

 

Aos 43min, foi a vez do Bugre desperdiçar uma clara oportunidade. Bruno Mendes roubou a carteira de Vinicius Simon na linha de fundo, colocou a bola entre as pernas do zagueiro e foi travado; na sobra, Erik bateu no contrapé de Samuel Pires e a bola tirou tinta da trave esquerda do goleiro. Foi a última chance antes do intervalo. Na primeira ocasião do segundo tempo, o Guarani abriu o marcador. Aos 2min, Ricardinho aproveitou passe de Bruno Nazário nas costas de Fraga e finalizou cruzado, fora do alcance de Samuel Pires: 1×0. O gol mudou o desenho do jogo. Antes reativo, o XV teria de buscar o ataque.

 

Piza promoveu duas alterações. Na dianteira, o técnico trocou Bruninho por Maikon Aquino. No meio, o volante Gilson saiu para a entrada do armador Norton. Aos 30min, o treinador do Alvinegro lançou a última cartada com Rafael Gomes no lugar de Fabinho. O XV lançava a bola para a área, enquanto o contragolpe era a arma do Bugre. Para piorar a situação alvinegra, Vinicius Simon vacilou ao perder uma bola no meio de campo e precisou parar o adversário com falta. Como já tinha o amarelo, o zagueiro recebeu o cartão vermelho e foi expulso. Nos minutos finais, foi o Guarani quem esteve mais perto do segundo gol, mas a vitória bugrina seria pela vantagem mínima.

 

FICHA TÉCNICA

GUARANI FUTEBOL CLUBE

 

1   GUARANI

Bruno Brígido; Lenon, Maia, Lombardi e Marcílio; Baraka, Ricardinho, Erik e Rondinelly (Denner); Bruno Mendes (Fumagalli) e Bruno Nazário (Caíque). Técnico: Umberto Louzer

Esporte Clube XV de Piracicaba

 

0   XV DE PIRACICABA

Samuel Pires; Oziel, Vinicius Simon, Marcondes e Fraga; Gilson (Norton), Jonathan Costa, Jobinho e Fabinho (Rafael Gomes); Bruninho (Maikon Aquino) e Everton. Técnico: Evaristo Piza

Gol: Ricardinho (GUA) aos 2min/2ºT | Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza | Cartões amarelos: Lombardi e Ricardinho (GUA); Vinicius Simon (XV) | Cartão vermelho: Vinicius Simon (XV) | Público: 15.816 pagantes | Renda: R$ 237.525,00

 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar