• Estrada de terra vira lixão a céu aberto no Pau Queimado

Estrada de terra vira lixão a céu aberto no Pau Queimado

Um trecho da estrada Duzentos Réis no bairro Pau Queimado se transformou em um verdadeiro lixão a céu aberto. Pneus, tecidos, lixo doméstico e até hospitalar tem sido descartado na via. Na quarta-feira (16), pela manhã, foi ateado fogo no local causando transtornos aos moradores daquela região.

O vereador Marcos Abdala (PRB) foi chamado por moradores que se queixaram da situação e pediram providências. O parlamentar contou que o problema é recorrente e que tem gerado muitas queixas da população. Segundo Abdala, havia uma caçamba no local onde os moradores depositavam o lixo. Com a retirada deste coletor, os detritos passaram a ser deixados no chão, o que tem causado o acúmulo.

Ao chegar no local, Abdala falou que viu vários tipos de lixo, inclusive seringas, gases e medicamentos, que podem ser considerado como lixo hospitalar. O vereador disse que contou com a ajuda de funcionários da Ambiental – empresa que presta serviço de coleta de lixo na cidade – para conter as chamas. “Havia pelos menos 12 pneus no local, isso não foi deixado lá pelos moradores, tenho certeza”, destacou.

Abdala disse que ouviu denúncias de que está havendo reciclagem de lixo em duas chácaras do bairro. Para ele, após selecionar o material destinado à reciclagem, os responsáveis estão descartando o restante do lixo de maneira irregular, causando os transtornos à população do bairro.

O político afirmou que o bairro conta com o serviço de coleta, mas não soube informar em quais dias o serviço é prestado.

Leandro Rodrigues de Matos, morador do bairro, disse que o problema persiste há muito tempo porém, a situação piorou depois que a caçamba foi retirada. “Com a caçamba o lixo não ficava exposto do jeito como está hoje”, contou.

Abdala disse que já encaminhou pedidos para a Sedema (Secretaria de Defesa do Meio Ambiente) e a Sema (Secretaria Municipal de Abastecimento) para que providenciem a limpeza e colocação de placas no local orientando quanto a não descartar lixo em local proibido. “Vou sugerir que sejam plantadas mudas e que os pneus sirvam como vasos”, afirmou. A prefeitura e a Ambiental foram procuradas via assessoria de imprensa, mas até o fechamento desta matéria não haviam retornado.

 

Beto Silva

[email protected]

 

Foto: Claudinho Coradini