Estrada vicinal de São Pedro é reaberta para veículos leves

reclamação Vicinal está em obra desde julho: reclamações. ( Foto: Claudinho Coradini/JP)

A Prefeitura de São Pedro determinou anteontem a abertura da estrada Angelo Zaguetti para acesso às propriedades instaladas ao longo da vicinal, incluindo o condomínio Portal da Serra. A administração municipal informou que após análises técnicas, o local foi liberado apenas para veículos de pequeno porte. “Os demais devem continuar a usar o desvio e para garantir melhores condições para os usuários, foi feita solicitação para reforço na sinalização”, informou por nota. Segundo a assessoria de imprensa, a prefeitura entrou em contato com a empresa responsável pela obra, DDR Construtora, e solicitou um acesso emergencial para atender, principalmente, os moradores do bairro Portal da Serra no trecho que já está preparado para receber a massa asfáltica. A vicinal liga São Pedro a Torrinha.

As obras na vicinal seguem paradas por causa do mau tempo e só serão retomadas após a estiagem, segundo informou o setor de comunicação. “As constantes chuvas registradas nos últimos dias impedem o andamento da obra. A previsão indica continuidade das precipitações pelo menos até o final de semana.”

Os moradores e usuários da estrada criticaram o fechamento da via e a falta de indicação de rotas alternativas por parte da prefeitura. A situação resultou em uma representação no Ministério Público Estadual. Questionada, a prefeitura informou ontem que não recebeu nenhuma notificação do órgão com relação à estrada.

De acordo com o engenheiro civil e produtor de orquídeas, Salvador Antônio Gorni, as máquinas removeram na quinta-feira, às 10h, o bancos de terra que impediam o acesso à vicinal. Neste semana, o morador criticou o fechamento da estrada e citou os transtornos e prejuízos aos moradores e proprietários por causa da dificuldade de acesso à vicinal.

Ele contou que mora no condomínio há mais de 30 anos e utiliza a vicinal diariamente, pois precisa se deslocar a São Pedro. “Eles terminaram o que tinham que fazer e não estão fazendo mais nada. A estrada está abandonada e continua fechada, então o que temos feito é passar pelo desvio num sítio que o proprietário nos autorizou, mas quando chove ninguém passa”, reclamou na ocasião.

De acordo com a prefeitura, a empresa responsável pelas obras informou que há um ponto de apoio da construtora para atender eventuais necessidades dos usuários do trecho. No local estão guardadas as máquinas e caminhões usadas para as obras de asfalto. O oftalmologista Luiz Augusto Guimarães de Souza, que possui um imóvel no condomínio, também comemorou a abertura da estrada. Ele disse que tem pacientes que moram no local e que devido à dificuldade de locomoção, eles eram obrigados a desmarcar consultas agendadas em seu consultório em Piracicaba.

(Beto Silva)