Estudante piracicabana disputa prêmio da Universidade de Harvard

Estudante do quinto ano de direto pela USP (Universidade de São Paulo), a piracicabana Eloísa Gomes Sousa, 22, vai representar a cidade e o país na fase mundial da competição “Philip C. Jessup Moot Court Competition”, fundada pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, após sua equipe vencer a etapa nacional, realizada em Florianópolis (SC) entre os dias 21 e 24 de fevereiro. O evento reúne cerca de 600 universidades, de 90 países.
 
Em Washington, entre 1º e 7 de abril, Eloísa participa de um julgamento simulado perante a Corte Internacional de Justiça (CIJ). O evento é organizado pela International Law Students Association (ILSA). “Nossa faculdade não conquistava este título há 20 anos. É um dos principais eventos de julgamento simulado do mundo. Além disso, quem avaliarão nossos projetos serão juízes da ONU (Organização das Nações Unidas), o que nos deixa um pouco mais nervosos”, disse Eloísa.
 
De acordo com a piracicabana, que vive no bairro Santa Cecília e passou pelas escolas COC e CLQ, 15 universidades brasileiras participaram na etapa classificatória e a final aconteceu entre a USP e Universidade Federal da Bahia. “Vencemos por unanimidade e ainda conquistamos pela primeira vez a Taça da Amizade Brasil-Canadá. Nosso projeto simula a criação de uma arma nuclear aquática, no caso um submarino, e o conflito entre dois países que isso gerou. Nós tivemos de argumentar para defender o país que construiu a arma, e em outra oportunidade fazer o inverso”, destacou.
 
 
INTERNACIONAL — Agora, a equipe se prepara para representar o Brasil na etapa mundial, oportunidade em que enfrentarão mais de 200 faculdades de todo o mundo. Além de Eloísa, o time da USP é formado por Anna Carolina Monte Alto, Giulia Ferrigno, Leticia Machado Hartel e Luis Felipe Yonezawa, acompanhados pela coach Isabela Rubin Corrales, que também foram vencedores da etapa nacional como melhor equipe, melhor primeira oradora, melhor segunda oradora e segundo lugar por memorial.
 
 
AJUDA — Apesar da conquista, a piracicabana e sua equipe começaram a fazer campanha para arrecadar recursos para passagem, estadia e alimentação até os Estados Unidos. Em Piracicaba, Eloísa conta com a ajuda da mãe, Marcilene Gomes Dumont, que enviou um portfólio da equipe para algumas empresas. “Além disso, estou pedindo ajuda a amigos por e-mail. Acredito que ela vá participar da competição e traga um ótimo resultado”. Contatos pelo e-mail marcilenegomes dumont@gmail.com ou (19) 9.8321-5434.