Ex-marido suspeito de matar advogada no Rio tem prisão decretada

Ex-marido suspeito de matar advogada no Rio tem prisão decretada
Fonte: Agência Brasil

A Justiça decretou a prisão preventiva de Pedro Paulo Teixeira Júnior e de seu primo, Paulo Maurício, como suspeitos do assassinato da advogada Karina Garofalo, na tarde de ontem (15), na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

A arma usada no crime foi encontrada em um terreno baldio, próximo de onde o carro utilizado pelo assassino na fuga foi abandonado. A arma, equipada com um silenciador, foi levada para a perícia.

Pedro Paulo é ex-marido de Karine e é apontado pela polícia como mandante do crime, com características de feminicídio. A advogada voltava para casa com o filho do casal de 13 anos, que presenciou o crime, quando foi alvejada por quatro tiros.

Karina estava separada de Pedro Paulo há cinco anos. O filho de Karina estava com ela, mas nada sofreu.

Câmera gravou

O assassinato foi na Avenida Malibu, próximo à residência da vítima. Segundo informações do 31°Batalhão da Polícia Militar, no bairro do Recreio, testemunhas ligaram relatando a presença de uma mulher ferida por disparos de arma de fogo.

No local, os policias constataram o fato e uma equipe do Corpo de Bombeiros confirmou o óbito da vítima. A perícia da Polícia Civil foi acionada.

O momento do crime foi gravado por uma câmera de segurança. O vídeo, compartilhado nas redes, mostra um homem atravessando a rua na direção dela e atirando, fugindo em seguida, sem roubar a bolsa que ela carregava.

Ex-marido suspeito de matar advogada no Rio tem prisão decretada