Falso sargento da PM vai parar na delegacia

Um homem de 40 anos, que se apresentava nas redes sociais como sargento da Polícia Militar, foi detido pela Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motos) na tarde de anteontem, no bairro Piracicamirim. Ele portava um mochila com uma boina com distintivo e um braçal da Força Tática, com brasão do 32º BPMI (Batalhão da Polícia Militar do Interior), que fica em Assis. Na casa dele, os PMs encontraram o fardamento completo da corporação. O suspeito foi encaminhado ao plantão policial, onde foi registrado o TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), de acordo com o artigo 46 da Lei das Contravenções Penais (decreto lei 3.688/41), que trata sobre “usar, publicamente, de uniforme, ou distintivo de função pública que não exerce”. Ele foi liberado após prestar depoimento.
 
Segundo a PM, por volta das 16h30, uma equipe da Rocam abordou o suspeito na avenida Pompeia, pois já tinham sido informada anteriormente que um homem que se passava por sargento estava nas imediações. Durante a abordagem, ele portava uma mochila com peças alusivas ao fardamento da corporação.
 
Questionado sobre os objetos, ele teria informado que conseguiu comprar vários ítens pela internet. Os policiais seguiram para a casa dele, no mesmo bairro, onde localizaram mais uma sacola com duas calças, uma gandola cinza claro com bandeira do Estado de São Paulo, uma gandola cinza escuro com brasão da escola de sargento e divisa em metal de terceiro-sargento, além de uma camisa gola vermelha de educação física com nome bordado “3º Sgt PM Oliveira”.
 
A polícia não tem informação, pelo menos preliminarmente, se ele usava a suposta condição como “policial” para conseguir algum tipo de vantagem em comércios e estabelecimentos ou se usaria as fotos com armas nas redes sociais para conseguir “admiradores”. O fardamento encontrado com ele foi apreendido pela Polícia Civil.
 
A reportagem não conseguiu entrar em contato com o suspeito sobre o ocorrido.