Falta de energia na ETA Capim Fino deixa regiões da cidade sem água

Sem energia, ETA Capim Fino paralisou tratamento de água (Crédito: Amanda Vieira)

A paralisação, por falta de energia, na produção da ETA (Estação de Tratamento de Água) do Capim Fino, na madrugada de hoje (3), prejudicou o abastecimento de bairros nas regiões do Algodoal, Nova Piracicaba, Vila Industrial, Santa Teresinha, Vila Rezende, Jardim Primavera, Santa Rosa, Bairro Alto, Piracicamirim. Segundo a prefeitura, hoje, pode haver falta de água nos pontos mais distantes.

A prefeitura ressalta que, embora os disjuntores da ETA Capim Fino sejam antigos, estão operando adequadamente, com inspeção periódica. “A rede de energia elétrica da concessionária também é antiga e o Semae (Serviço municipal de Água e Esgoto) já solicitou a troca ou adequação dessa rede junto a concessionária”.

A situação de hoje foi a gota d’água para que a ONG (Organização Não-Governamental) Movimentos Juntos por Piracicaba decidisse recorrer à justiça. “Vamos fazer reunião com a comunidade, no dia 9, para expor os vários problemas que vêm ocorrendo e vamos entrar com ação judicial para reparação de danos e ação popular junto à justiça, além de representação do Ministério Público contra o Semae. Vamos responsabilizar os administradores do Semae e o prefeito municipal”, destaca Edvaldo Brito, representante comercial e presidente da ONG.

A reunião sobre falta de água em Piracicaba será no dia 9, às 19 horas, no Centro Social Cáritas, à rua Santa Helena, 358, no bairro Pauliceia. “No ano passado e até no Natal, vários bairros ficaram sem água. Já foram criados grupos e canais em redes sociais de reclamações sobre o Semae, foi pedida CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na Câmara de Vereadores. Contribuintes pagam caro e têm muitos prejuízos”, aponta.

 

PROBLEMAS

Em nota, o Semae informou que a ETA Capim Fino teve problemas elétricos que paralisaram a produção de água, sem divulgar o número de moradores que ficaram sem água. Segundo a prefeitura, a ETA do Capim Fino retornou à operação normal ontem, às 7h45, após três paralisações durante a madrugada, em decorrência de problemas elétricos na cabine de força. A produção foi interrompida por nova ocorrência, no período entre 10h40 e 11h30.

A situação até as 15h mostrava que o abastecimento estava se normalizando nos bairros das regiões do Algodoal, Nova Piracicaba, Vila Industrial, Santa Teresinha, Vila Rezende, Santa Rosa, Distrito Industrial Unileste, Monte Alegre, Dois Córregos, Distrito Industrial Uninorte.

Para o período da noite de hoje, está prevista normalização nas regiões do Bairro Alto, Piracicamirim, Boa Esperança, Lago Azul, Ártemis, Santa Olímpia, Jardim Elite, Água Branca, Paulista, Cecap.

(Eliana Teixeira)