Faltam medicamentos na farmácia de alto custo da cidade

O micro empresário Claudio Rubia reclama da falta de medicamento na farmácia de alto custo de Piracicaba. Ele contou que o primo dele, de 28 anos, sofre de esquizofrenia e faz uso do remédio Quetiapina de 25mg. Nesta semana, ao procurar pelo medicamento na farmácia, ele foi informado que estava em falta e não havia previsão para chegada. “A falta do medicamento compromete e nós podemos até perder o tratamento que vem funcionando bem há um ano e meio” destacou.

De acordo com Rubia, há outros tipos de medicamentos que estão em falta para a população, que muitas vezes não sabe a quem e como recorrer. Ele disse que há dois meses, o medicamento usado pelo primo também chegou a faltar.

Ao questionar a farmácia, ele foi orientado a telefonar na Ouvidoria do SUS (Sistema Único de Saúde), porém segundo ele, não conseguiu falar com ninguém no setor.

OUTRO LADO
A Secretaria de Saúde de Piracicaba foi procurada para comentar a falta do medicamento e, por meio da assessoria de imprensa, informou que os medicamentos de alto custo são fornecidos
pela Secretaria de Saúde do Estado. Já o órgão estadual respondeu que a Coordenadoria de Assistência Farmacêutica informou que o medicamento Quetiapina 25 mg é comprado e enviado aos estados pelo Ministério da Saúde.

Segundo a pasta, o medicamento está sendo distribuído e estará disponível na região de Piracicaba ainda nesta primeira quinzena de junho.

Beto Silva