Família Velozo aposta em inovação

Grupo entrou no ramo alimentício há 22 anos; Atualmente, emprega 100 pessoas nos quatro restaurantes. (Foto: Amanda Vieira / JP)

Segundo levantamento do IBGE, os brasileiros gastam 25% de sua renda com alimentação fora do lar. Apesar de afetado com a crise econômica dos últimos anos, o faturamento do setor alimentício cresceu 2,08% em 2018, e sua indústria foi responsável pela geração de 13 mil novos postos de trabalho, de acordo com dados divulgados pela Abia (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos).

O Grupo Café Real é referência nesse setor em Piracicaba. Gerido por Airton Velozo, Maria Velozo, e pelos filhos Leandro Velozo e Leonardo Velozo, o grupo é formado pelos restaurantes Café Real, Master Grill Churrascaria, Apreciate Churrascaria e pelo Galileo Refeições Coletivas, que atende funcionários do Hospital dos Fornecedores de Cana.

De acordo com Leandro Velozo, o grupo busca manter a tradição familiar nos negócios. “Começamos há 22 anos, vindos de São Paulo. Começamos apenas com o restaurante Café Real, que era bem pequeno, junto a uma lanchonete. Piracicaba é uma cidade muito acolhedora, então nos adaptamos muito bem”.

Apesar dos leves respiros apontados pelas pesquisas, Velozo afirma perceber mudanças nos hábitos dos brasileiros nos últimos dois anos, fortemente afetados pela recessão financeira. “Percebo que almoçar fora se tornou um luxo. Há cerca de dois anos, comer em restaurantes, além de ser prazeroso para as famílias, era também vantajoso por conta dos preços mais baixos”, revela. “O faturamento caiu e também a frequência dos clientes, o que considero um lado negativo para a economia no geral”.

 

GERAÇÃO DE EMPREGOS
Com mais de 100 funcionários, Leandro afirma que o Grupo Café Real valoriza a mão de obra humana, apesar dos avanços tecnológicos. “O ramo de alimentos não pode ser muito mecanizado. Conseguimos nos equipar com equipamentos mais modernos, fornos mais completos, mas a mão de obra humana é muito importante e indispensável”, declara. “A nossa tendência é crescer e empregar. Não há nada mais benéfico do que o ser humano trabalhando com dedicação, experiência, vontade de aprender e inovar”.

Leandro Velozo garante que o cuidado com os funcionários é primordial para o Grupo. Segundo ele, todos os trabalhadores recebem duas alimentações diárias fornecidas pelos estabelecimentos, sem nenhum desconto adicional, além de cartão-alimentação. “Tentamos fazer o ambiente de trabalho ser cada vez mais acolhedor. Buscamos mostrar que aqui existe a oportunidade de crescimento”, afirma.

PANORAMA DO FUTURO
Para os próximos anos, Leandro afirma que a família avança com expectativas positivas em relação aos negócios. O grupo adapta-se aos novos hábitos alimentares da população, mais saudáveis, além de evitar demissões.

“Não podemos parar no tempo e esperar que o cliente venha até nós. A concorrência sempre existirá, muito dela, agora, impulsionada pelas empresas informais geridas por quem perdeu o emprego na crise”, diz. “Buscamos colaboradores multifuncionais, que adaptem-se a diversas atividades, evitando demissões. O ramo alimentício não é fácil, é necessário dedicação, mas com ela iremos longe”.

 

Mariana Requena
[email protected]