‘Fast-food’ japonês

fast Temaki de alho-poró,da Temakeria Now,feito com salmão, cream cheese, cebolinha e, claro, alho-poró.

(Fotos: Amanda Vieira / JP)

Cone de algas recheado, tradicionalmente, com peixe cru e arroz, o temaki, típico prato da culinária japonesa, nasceu no século 19 como uma opção de comida rápida para os japoneses e era em forma de rolinhos/charutos. O formato atual da iguaria — cone — foi adotado em 1924, de modo que o molho de shoyu, usado como acompanhamento, não caia na roupa de quem os degusta.

No Japão, no dia 8 de cada mês é comemorado o dia do temaki. Esse dia foi escolhido porque o jeito que se escreve o número 8 em japonês lembra um triângulo, que é a forma do temaki. A partir da década de 1980, o “fast-food” japonês começou a se destacar em terras brasileiras, onde o quitute passou a ganhar adaptações para o “paladar” dos que moram na nação verde e amarela, combinando variados ingredientes, tanto para o sabor salgado quanto para o doce.

Em Piracicaba, temakis com diversos recheios são oferecidos na Temakeria Now, que existe há dois anos e meio no município. Além dos tradicionais, como o Califórnia (feito com salmão, cream cheese e cebolinha), há o temaki de alho-poró, que, conforme Bruno Vianna Silveira, sócio proprietário do local, é um dos mais pedidos por aqueles que não gostam de peixe cru. Os ingredientes deste temaki são o arroz tradicional japonês, o salmão, que é cozido antes da montagem do temaki, o cream cheese, a cebolinha e, claro, o alho-poró. “Nós pensamos em fazer essa diversidade por conta de muitas pessoas que não têm o hábito de comer uma comida crua, o salmão cru. Pensando nisso, nós tivemos a ideia de cozinhar o salmão e logo após o misturar com o cream cheese, finalizando com a cebolinha e o alho-poró para dar crocância”, comentou Silveira, que divide os comandos da casa com o irmão, Lucas Vianna Silveira, e a mãe, Maria Inês Vianna Silveira.

Bruno Silveira comentou que o diferencial da Temakeria Now é o tempero do arroz, feito com molho su. “Depois do arroz cozido na panela, nós o tiramos ainda quente e temperamos com esse molho, que é preparado com sake mirin, gengibre, açúcar, folha de kombu (alga desidratada), que vão ao fogo juntos, levando de cinco a seis horas para reduzir e ficar concentrado. Isso é o que dá sabor a todas as peças disponíveis no nosso cardápio”, disse.

Existe no menu da Temakeria Now, ainda, o temaki doce de banana com Nutella. “Para este doce, utilizamos a mesma receita do arroz envolvido na alga (nori), empanamos a banana no trigo, depois no ovo e, por fim, na farinha panko, que é destinada aos empanados na comida japonesa. Para finalizar, usamos a Nutella, que vai dentro do arroz e por fora, no recheio junto com a banana”, explicou Silveira.

No restaurante Sushi Bamboo, inaugurado em 2011, o temaki destaque é o Italian, composto por tomate seco, muçarela de búfala e rúcula. “Ele foi inserido em nosso cardápio para atender as pessoas que querem acompanhar seus parceiros e amigos no restaurante japonês mas não são adeptos a peixes e frutos do mar. Preparamos ele com uma alga crocante e o arroz japonês mais conhecido como gohan, que é temperado com vinagre japonês e açúcar. Ao contrário do que muita gente pensa, ele é servido frio, com os pedaços da muçarela dentro e fora do temaki, misturados com a rúcula e os tomates secos”, contou o gerente do estabelecimento, Bruno Chaves, acrescentando que o tomate seco utilizado no temaki provém de uma pequena empresa de descendência italiana. “Primamos por ingredientes de extrema qualidade e somos muito rígidos na escolha dos nossos parceiros de matéria-prima”, falou.

Na unidade da franquia Temakeria Makis Place em Piracicaba, o temaki de morango com ganache de chocolate é o mais requisitado pelos clientes, de acordo com o gerente do local, Regis dos Santos. No lugar da alga, ele é envolvido por um cascão de sorvete, remetendo ao formato do tradicional temaki. Dentro, não há o arroz japonês e, sim, os pedaços de morango cobertos pela ganache de chocolate, que é produzida no próprio local e os flocos de arroz. “Nós fazemos a ganache através do processo tradicional, que é o derretimento do chocolate com o creme de leite. Logo após, colocamos os morangos cortados e os flocos de arroz, fazendo uma mistura. Para finalizar, colocamos um morango em cima e granulado. Quem já o provou sempre pede novamente, porque o resultado dele é um sabor muito bom mesmo”, afirmou o gerente da temakeria.

SERVIÇO — Temakeria Now (avenida Pres. Kennedy, 1437, Nova Piracicaba). Informações :(19) 3413-4255. Restaurante Sushi Bamboo (rua Alferes José Caetano, 1312, Centro). Informações: (19) 3432-2820. Temakeria Makis Place (rua Dona Eugênia, 402, loja 4). Informações: (19) 3302-8382.

(Ana Caroline Lopes)