Feira de artesanato acontece no Lar dos Velhinhos

Promovida por 50 artesãos distribuídos em 43 espaços, a feira de artesanato “Presenteie sua mãe” acontece hoje, amanhã (28) e domingo (29) no salão de festas do Lar dos Velhinhos (av Torquato da Silva Leitão, 615 – São Dimas). Os horários serão os mesmos hoje e amanhã, das 10h às 20h, somente no domingo funcionará até as 17h. A entrada é gratuita. 
 
Durante os três dias de feira serão realizadas atividades de artesanato com sabonetes e porta-lápis, bingos com participação dos moradores do Lar, sorteios e brindes entre os presentes, além da praça de alimentação e brinquedos às crianças. Também participam artesãos de São Paulo, Águas de São Pedro, Americana, Santa Bárbara d’Oeste e Limeira.
 
Patrícia Silva Delgado, 39 ,é uma das organizadoras do evento e faz parte do grupo Arteiros e Arteiras. “Nós sentimos uma carência para com essa atividade. Muitas vezes onde a feira é realizada não tem um local muito atrativo e a propaganda não é feita da forma correta. Por isso surgiu a idéia de realizá-la no Lar dos Velhinhos, com a intenção de ir além do valor econômico, para chegar ao valor social”, disse Patrícia. 
 
Segundo a voluntária, mais da metade do valor cobrado por cada peça será destinada ao Lar dos Velhinhos. Os colaboradores também apoiaram a causa, como Leia Moraes (Cerimonialista), Thermas Water Park de São Pedro, que fará sorteio de ingressos, Café Morro Grande e Limne Sabonetes, que farão oficina de sabonetes artesanais.
 
Maria Laura Costa Aggio, 71, é moradora do Lar dos Velhinhos há 10 anos e apresentará suas obras. “Estamos com uma expectativa muito grande. Cada um fez uma parte, uma bordou, outra pintou e eu fiz o tricô também. Há dois anos nós fazemos esse trabalho que é muito gratificante para poder ajudar aqueles que estão mais necessitados”, contou Maria.
 
Nanci Martins, 58, que é formada em tradução, já trabalha com artesanato há mais de 11 anos. “Sou de Águas de São Pedro e no começo comecei a fazer biscuit, depois conheci esse tipo de trabalho com bijuterias artesanais. O espaço aqui é muito bom para esse tipo de ação, estamos muito ansiosas”, relatou Nanci. 
 
“Em primeiro lugar a importância está voltada para ajudar o Lar. Nós sabemos das dificuldades que eles passam e sempre que possível estamos ajudando”, contou Jaqueline Mendes Barbosa, outra organizadora. “A outra importância também está ligada com os artesãos. Todos querem mostrar o seu trabalho e o talento que têm, pois quem tem oportunidade de fabricar seus próprios objetos tem um amor muito grande naquilo que está fazendo, desde o inicío até a finalização do objeto. A definição é o amor”, disse Jaqueline.