Ferroviária é bicampeã do Brasileirão feminino

Ferrinha venceu o Corinthians nos pênaltis no Parque São Jorge (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A Ferroviária venceu o Corinthians no último domingo (29), para conquistar pela segunda vez em sua história o Campeonato Brasileiro Feminino. Após dois empates na decisão (1 a 1 e 0 a 0), as Guerreiras Grenás venceram as Alvinegras por 4 a 2 na disputa por pênaltis para conquistarem o título nacional após cinco anos, evitando o bicampeonato das corintianas. A segunda partida foi no Parque São Jorge e teve como destaque a goleira Luciana, que fez ótimas defesas ao longo do jogo e ainda pegou uma das batidas na decisão por penalidades.

A Ferroviária terminou a primeira fase na 7ª posição, com 23 pontos, com seis vitórias, cinco empates e quatro derrotas. Nas quartas de final eliminou o Santos nos pênaltis, após uma derrota e uma vitória por 2 a 1; na semifinal superou o Kinderman, de Santa Catarina, também nos pênaltis, após dois empates em 1 a 1. Na decisão, depois de dois empates com o Corinthians, a decisão foi novamente na marca da cal, na qual a Ferrinha venceu e se consagrou mais uma vez.

Mesmo com o vice-campeonato, o Corinthians foi um dos destaques da competição, já que perdeu apenas uma vez no Brasileiro, conquistando 17 vitórias consecutivas no torneio até chegar na final. Juntando o Paulista, foram 34 vitórias em sequência, número que colocou a equipe no Guiness Book, com o recorde mundial de mais vitórias consecutivas.

No Campeonato Paulista, a Ferroviária foi eliminado na semifinal, justamente pelo Corinthians, na qual foi campeã nacional. A Ferrinha se prepará para a dispusta da Libertadores Feminina, que acontece entre os dias 11 a 27 de outubro, em Quito, no Equador. Além da Ferroviária, o Corinthians é a outra representante do Brasil na competição.

Mauro Adamoli