Festival Sesc de Inverno começa hoje na região serrana do Rio

Festival Sesc de Inverno começa hoje na região serrana do Rio
Fonte: Agência Brasil

O Festival Sesc de Inverno começa na noite de hoje (19) e ampliou sua extensão para sua 18ª edição, com programações em cinco municípios. O evento de multilinguagem, que traz 500 atrações em diferentes linguagens artísticas – literatura, cinema, música, teatro, dança, circo e artes visuais – vai ocorrer nas cidades serranas fluminenses de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, Duas Barras, Três Rios e nos distritos Lumiar e São Pedro da Serra, localizados em Nova Friburgo.

A abertura do festival, na noite desta sexta-feira, será com um baile em comemoração aos 75 anos do antigo Hotel Quitandinha, hoje conhecido como Palácio Quitandinha, em Petrópolis. O local foi construído em 1941 para ser o maior cassino hotel da América do Sul

A gerente de Cultura do Sesc-RJ, Márcia Rodrigues, disse que o Sesc tem seus objetivos ligados à educação para trabalhar para a formação, valorização e o fomento cultural, com ênfase aos artistas locais, “dando voz e palco” e ocupando as galerias do Sesc e as cidades. As atrações poderão ser vistas também nas ruas e praças das cidades, “promovendo um grande movimento nesses territórios”.

Residências

A gerente disse que o festival começou a ser elaborado desde o início do ano, com as “residências”, em que os artistas locais desenvolvem trabalhos formativos junto com instrutores do Sesc e trocam conhecimentos e experiências com professores, diretores e músicos. Durante o festival, eles apresentam os resultados desse trabalho.

As atrações são gratuitas para o público, de modo geral. Algumas pedem a doação de alimentos e as que exigem ingresso têm preços populares a R$ 20. “É bem acessível para a população da cidade e para o turista, porque tem o objetivo de incentivar a cadeia produtiva da economia criativa local e o turismo”, disse. A programação completa pode ser acessada no site www.festivalsescdeinverno.com.br, onde também é possível comprar os ingressos.

Para Márcia, o carro-chefe, e o que dá mais visibilidade ao festival, é a música, com intérpretes famosos, que se misturaram aos músicos das regiões. “São dez dias para conquistar o coração da gente”, disse.

Programação

O festival tem uma programação diurna para crianças, com oficinas variadas, e também para adultos, com peças e shows, à noite. 

Na música, entre os destaques do evento estão nomes como Zeca Baleiro, Fernanda Abreu, Zélia Duncan, Titãs, Anavitória, Vanessa da Mata, MV Bill, Cidade Negra, Guilherme Arantes, Mart’nália, Bianca Ramoneda e Pedro Luis.

Nas artes cênicas, o público poderá assistir, por exemplo, o musical Icaro and the Black Stars, com sucessos da história da black music; Andança – Beth Carvalho, o Musical, que retrata a vida e a obra da sambista falecida este ano; o vencedor do Prêmio Shell Esperança na Revolta; As Crianças, do premiado diretor Rodrigo Portella; Pelos Quatro Cantos do Mundo, que conta o drama de uma menina síria refugiada; e o infantil Tropicalinha – Caetano e Gil para Crianças, com histórias e clássicos musicais do movimento Tropicália adaptados para o público infantil.

Na dança, um dos destaques é o espetáculo Malditos, da Companhia Renato Vieira. Na literatura, o espetáculo literário Encontros em Contos será apresentado pela escritora Conceição Evaristo. Entre os filmes que poderão ser vistos, estão algumas obras que foram rodadas em Petrópolis, como Benzinho, de Gustavo Pizzi, e Quando o Carnaval Chegar, de Cacá Diegues, que traz no elenco Chico Buarque, Maria Betânia e Nara Leão. Haverá também mostra de curtas-metragens e bate-papo com os realizadores.

Festival Sesc de Inverno começa hoje na região serrana do Rio