Filipe Cirne e Marcelinho são apresentados no XV

Filipe Cirne e Marcelinho chegam para compor o meio-campo do Nhô Quim (Foto: Claudinho Coradini/JP)

A tarde de ontem foi agitada no Estádio Barão da Serra Negra, com chegadas, apresentações e a saída de um dos ídolos recentes da torcida. O Nhô Quim anunciou três novos reforços para a temporada: o lateral-esquerdo Wallace, que estava no Pelotas-RS, o meia Daniel Costa, que é piracicabano, foi revelado na base do XV, e jogou pelo Criciúma em 2019 e o goleiro Mota, que atuou com a camisa do Paysandu no ano passado. Na parte da tarde foram apresentados o meia Filipe Cirne e o meia-atacante Marcelinho. Em contrapartida, o goleiro Luiz Fernando deixa o clube para jogar no Santa Cruz-PE.

Filipe Cirne e Marcelinho chegam para recompor o meio de campo do XV, que desde o fim da Copa Paulista perdeu Cássio Gabriel (Botafogo-PB), Misael (Manaus-AM) e Danilo Bueno. No primeiro contato com a imprensa, ambos enalteceram a tradição do XV e o técnico Tarcísio Pugliese.

Filipe Cirne jogou no Guarani e é formado em administração (Foto: Claudinho Coradini/JP)

“O XV é um time importante no Estado, tem história, frequentemente está disputando a Série A1 e tem uma estrutura legal, porém o que pesou mais em minha chegada foi o Tarcísio, que veio pessoalmente falar comigo”, disse Filipe, que atuará com o técnico alvinegro pela primeira vez. Antes de jogar no Guarani, Filipe jogou profissionalmente no Distrito Federal (Sobradinho, Brasília, Ceilândia e Real), e terá que a função de administrar o meio-campo, já que além da experiência em campo, é formado em administração.

Nacionalmente conhecido em razão da passagem pelo Ituano, quando foi campeão paulista eliminando Palmeiras e Santos, Marcelinho disse que a busca por novos triunfos e experiência é o que o motiva a buscar novas conquistas, como o acesso com o XV. “Fiquei cerca de quatro anos e meio no Ituano entre idas e vindas, no qual conseguimos conquistar o Paulista de 2014, o Troféu do Interior em 2017 e subimos para a Série C nacional no ano passado. Acredito que no futebol temos sempre que ir atrás de vitórias, títulos e acessos e é isso que te motiva a buscar cada vez mais títulos”, explicou.

Marcelinho foi campeão paulista em 2014 (Foto: Claudinho Coradini/JP)

NOVOS ATLETAS

O lateral-esquerdo Wallace tem 33 anos, é natural de Cerquillo e jogou no São Carlos, Sheriff, da Moldávia, onde foi tricampeão moldávio, Fredikstad-NOR, Gent-BEL, Hoverla-UCR, Xanthi-GRE, Larissa-GRE e Pelotas. O meia piracicabano Daniel Costa, de 31 anos, começou no XV e depois passou por Botafogo-SP, Ponte Preta, Catanduvense, Comercial-SP, Rio Branco-SP, Treze, CSA (campeão da Série C), América-RN, Santa Cruz, Bandirmaspor-TUR e Cricúma. Mota, que atua na posição de goleiro, tem 34 anos, nasceu em Feira de Santana-BA e jogou no Paraíba do Sul, Náutico-RR, CFZ-RJ, Fênix 2005, América-RJ, Barra Mansa, Volta Redonda (campeão da Série D), São Cristóvão, CSA (campeão da Série C) e Paysandu.

LUIZ FERNANDO

Em vídeo divulgado pela assessoria do XV, o goleiro Luiz Fernando se despediu do Nhô Quim e agradeceu a torcida pelo carinho demonstrado em sua passagem. “É um clube que me abriu as portas e tenho um carinho enorme e um respeito gigantesco, e agora parto para um novo desafio na minha carreira. Foi uma honra defender as cores do clube, poder dar alegrias aos torcedores e ser capitão do time e passei por momentos que ficarão marcados pra sempre em minha memória”, disse emocionado o novo goleiro do Santa Cruz-PE, no qual disputará o Campeonato Pernambucano, a Copa do Brasil, a Copa do Nordeste e o Brasileirão Série C.

Mauro Adamoli