Filipe Toledo e Mineirinho se recuperam e avançam à 3ª fase em Bells Beach

Os brasileiros Filipe Toledo e Adriano de Souza, o Mineirinho, se recuperaram na etapa de Bells Beach, na Austrália, do Circuito Mundial de Surfe. Após serem derrotados na estreia no segundo evento da temporada, ambos triunfaram na repescagem, assim como Willian Cardoso, e asseguraram a passagem à terceira fase, na qual Gabriel Medina já estava garantido.

Sem grandes ondas na sua bateria, Filipinho, que foi o primeiro brasileiro a competir na repescagem em Bells Beach, fez o suficiente para superar o australiano Carl Wright por 9,50 a 8,33.

Na sequência, foi a vez de Mineirinho competir. E ele passou por outro local, o adolescente Mikey McDonagh, de apenas 16 anos, ao conseguir as duas melhores notas da bateria e um somatório de 11,57 pontos, contra os 8,87 do seu rival.

Na terceira bateria da repescagem, o havaiano Sebastian Zietz não deu muitas chances a Ian Gouveia. Ele conseguiu uma ótima onda que lhe rendeu a nota 8, além de um total de 15,17, bem mais do que os 9,43 do brasileiro, eliminado na segunda fase da etapa de Bells Beach.

Em um duelo brasileiro de alto nível, Willian Cardoso superou Caio Ibelli por 13,36 a 11,33. Antes disso, Willian havia perdido sua primeira bateria por apenas 0,1. O brasileiro obteve 11,53 contra os 11,63 do norte-americano Kolohe Andino – o português Frederico Morais foi coadjuvante, com 10,26.

Em uma das últimas baterias da primeira rodada e diante de dois australianos, Michael Rodrigues teve o pior desempenho, com 7,53, sendo que a vitória ficou com Adrian Buchan, com 12. Já Ibelli também havia sido o último, com 12,16, em uma bateria que foi vencida pelo sul-africano Jordy Smith com 14,30 pontos.

Também pela fase inicial, Jesse Mendes participou de uma bateria muito equilibrada pela primeira fase. E quem se deu melhor foi o australiano Mick Fanning, que se despede de Bells Beach nesta temporada e foi o mais regular, com 13,03 pontos. Assim, superou o brasileiro, com 11,27, e Zietz, com 10,70.