Fipezap: preço dos imóveis residenciais recua 0,53% em 2017, 1ª queda em 10 anos

O preço médio dos imóveis residenciais caiu 0,53% em 2017, de acordo com pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) feita com base nos anúncios de 20 cidades no site Zap Imóveis. Esta foi a primeira queda registrada pelo levantamento desde o início da série, há dez anos. Na passagem de novembro para dezembro, os preços tiveram uma leve alta de 0,01%.

Em 2017, 13 das 20 cidades apresentaram recuo nominal no preço de venda, com destaque para Rio de Janeiro (-4,45%), Niterói (-3,43%), Fortaleza (-3,35%) e o Distrito Federal (-2,27%).

Entre as demais cidades, as maiores variações foram observadas em Belo Horizonte (4,47%) e Florianópolis (4,34%), as duas únicas com aumentos de preços acima da inflação no período.

Em São Paulo, maior mercado imobiliário do País, os preços cresceram 1,40%. Considerando uma inflação (IPCA) estimada de 2,78% para o ano, segundo Boletim Focus do Banco Central, é possível afirmar que o mercado paulistano sofreu desvalorização em 2017.

O valor médio do metro quadrado dos imóveis residenciais terminou o ano em R$ 7.631. O Rio de Janeiro se manteve como a cidade com o preço mais caro do País (R$ 9.811), seguida por São Paulo (R$ 8.745) e Distrito Federal (R$ 8.238).