Flamengo busca o bi após 38 anos contra o Liverpool

Com o objetivo de “dar o mundo” ao seu torcedor, Rubro Negro joga diante dos ingleses no Catar (foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Em dezembro de 1981, colocou os ingleses “na roda”. Os 3 a 0 no Liverpool ficou marcado na história. E agora seu povo, pede o mundo de novo. O Flamengo pode seguir a risca o novo canto de sua torcida e conquistar o Mundial de Clubes novamente hoje, às 14h30, novamente contra o Liverpool- -ING, no Estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar. O Rubro-Negro disputa seu segundo mundial e busca um título inédito, enquanto que os ingleses tentam seu primeiro título mundial em sua quarta participação.

Além da qualidade técnica e da organização tática, que ficaram evidentes na equipe do Flamengo durante a temporada, a força da torcida é essencial para o Flamengo buscar seu segundo mundial, já que aproximadamente 10 mil flamenguistas viajaram para o Catar para acompanhar a equipe na semifinal, e tem a expectativa de 20 mil torcedores do clube carioca nesta decisão. “A torcida é o nosso décimo segundo jogador. Fizeram o esforço de vir para o Qatar e estamos felizes de tê-los ao nosso lado. Chegou mais torcedores antes da final e faremos de tudo para dar alegria para eles”, disse o atacante Bruno Henrique. “Durante toda a nossa caminhada eles (torcedores) foram muito importantes e para esta final o apoio deles será fundamental”, comentou o goleiro Diego Alves.

Em seu quarto mundial, o Liverpool quer terminar com o título pela primeira vez, como explica o capitão da equipe Jordan Henderson. “É para isso que viemos aqui. Nós queremos vencer e tenho esperança conseguir esse objetivo no fim de semana. Nós teremos outro oponente duro (Flamengo) igual tivemos durante a semana (Monterrey), portanto será uma partida difícil e temos que nos recuperar para vencer novamente”, explicou.

O primeiro Mundial em que Flamengo e Liverpool participaram foi em 1981, disputado em Tóquio, no Japão, que terminou com vitória e título carioca por 3 a 0, com dois gols de Nunes e um de Adílio. Antes de enfrentar o Rubro Negro há 38 anos, os Reds poderiam ter disputado os mundiais de 1977 e 1978, porém na primeira, a equipe desistir de participar, deixando a vaga com o vice-campeão europeu (na época o Monchengladbach-ALE), enquanto que na segunda, problemas no calendário impediram a realização do jogo. Ambos os jogos seria contra o Boca Juniors-ARG.

O Liverpool voltou a jogar o Mundial em 1984, quando ainda era jogo único e foi derrotado pelo Independiente- -ARG, e em 2005, já com o atual formato. Naquela ocasião, os Reds venceram o Saprissa- -CRC na semifinal e perderam a decisão para o São Paulo.

Mauro Adamoli
[email protected]