Florais e fitoterápicos ajudam na saúde e no emocional dos pets

A conexão dos animais com seus tutores faz com que os bichanos percebam os sentimentos dos donos e, muitas vezes, acabem os absorvendo. A partir disso os pets acabam desenvolvendo algumas doenças que são típicas dos humanos, como estresse, depressão e ansiedade. Essas condições somadas a ausência temporária do dono e a falta da prática de exercícios podem gerar consequências para a saúde do animal.

Para evitar problemas maiores e tratar o bichinho de forma menos invasiva, foram criados os florais e medicamentos fitoterápicos exclusivos para pets e que podem ser encontrados tanto em clínicas veterinárias quanto em agropecuárias e lojas específicas de animais.

MENOS INVASIVOS

Medicamentos com formulações de essência de flores, os florais costumam ser indicados para complementar o tratamento de distúrbios dos pets. Apesar de ter bons resultados e custo benefício, essa alternativa ainda não é aceita por todos os tutores. “O uso do floral é indicado nos casos em que o animal de estimação apresenta algum distúrbio de comportamento, sendo esse emocional (mudança de casa, chegada de outro animal ou bebê na família, falta de passeios) ou devido a sua própria personalidade, sendo ela agressiva, possessiva, destruidora, medroso, entre outros”, disse a farmacêutica, Daiane Cavassim. . Os sintomas comuns que estão relacionados a esses distúrbios são: impaciência, agressividade, estresse, medo, depressão, possessividade, ciúmes, comportamento destruidor, fazer necessidades fisiológicas fora do local para chamar a atenção e comportamentos que fogem da rotina e do temperamento do pet. Porém, por mais que esses sinais possam ser percebidos pelos tutores, o mais indicado é que o uso dos florais seja feito com a orientação de um Médico veterinário, ele será capaz de identificar quais fatores são os responsáveis pela mudança no comportamento do seu pet e indicar o floral correto.

FLORAIS

Os Florais de Bach são naturais, compostos por essências extraídas de flores e plantas que pertencem ao grupo de medicamentos considerados bioenergéticos, sendo seu princípio de cura trazer o equilíbrio ao animal e ao ambiente onde vive. Por ter essa composição, ele não tem contraindicação, não causa efeito colateral e pode ser administrado associado a outros medicamentos. É possível também a associação de um ou mais florais, caso o distúrbio de comportamento esteja relacionado com várias causas, sendo mais assertivo. Outra vantagem do uso dos florais com relação aos ansiolíticos e antidepressivos, também usados nos distúrbios de comportamento, é a segurança de poder inserir ou retirar o medicamento sem causar dependência, logo ele pode ser retirado da rotina do pet sem que apresente efeitos colaterais ou piora no quadro comportamental”.

FÓRMULAS

As fórmulas dos florais já são pré-definidas de acordo com o estado emocional e efeito desejado (ex: agressão, medo, insegurança). Embora florais humanos possam ser usados para animais, existem também os específicos para cães e gatos que são facilmente encontrados em pet shops, veterinárias e farmácias de manipulação.

COMO ADMINSITRAR

A dosagem é a mesma para pessoas e animais e vem especificada na embalagem, mas é muito importante segui-la à risca para ter bons resultados. Antes de administrar, bata a base do frasco de 5 a 10 vezes na palma de sua mão para ativar a essência. E após o uso mantenha o floral em ambiente seco, arejado e longe da luz, calor e equipamentos elétricos/eletromagnéticos. Vale lembrar que a chave para bons resultados é paciência. Não desista na primeira tentativa, pode ser que a combinação escolhida não seja a mais adequada. O segredo é persistir e sempre procurar orientação de seu veterinário de confiança.

(da Redação)