Fórum sedia exposição do cartunista Junião

EXPOSIÇÃO Trabalhos integram mostra de arte gráfica. (Foto: Amanda Vieira/JP )

Como parte das exposições paralelas do Salão Internacional de Humor de Piracicaba, que neste ano está na 45ª edição, o Espaço Cultural do Fórum sedia a exposição de arte gráfica Traço Preto, do cartunista, jornalista e artista multiplataformas Antonio Carlos de Paula Junior, mais conhecido como Junião. A mostra tem cerca de 30 obras e passeia pela trajetória de 23 anos do artista, que começou em veículos tradicionais do jornalismo impresso e nos últimos anos adaptou e consolidou seu trabalho no digital. A entrada é gratuita.

As obras que compõem a exposição tratam de um tema que Junião diz ser “muito crucial”. “O nome traço preto está ligado com os temas que abordo com questão dos direitos humanos e desigualdades”, afirmou. E acrescentou. “Espero que todos possam acompanhar um pouco do que quero dizer com cada obra, pois cada uma delas retrata um pouco sobre mim e meus momentos em trajetória profissional. Também espero que, de alguma forma, isso sirva de reflexão para a sociedade”, ressaltou.

Natural de Campinas, Junião ganhou o Salão Internacional de Desenho para Imprensa de Porto Alegre em 2011, o prêmio Vladimir Herzog de 2005 e menção honrosa em 2006 (categoria artes), além do prêmio de cartuns sobre Aids do Ministério da Saúde, em 2004. Em 2016, lançou o primeiro livro infantil da carreira, Meu Pai Vai Me Buscar na Escola, no qual assina, também, o texto, além das ilustrações.

TRAJETÓRIA — Junião é formado em Educação Artística pela Unesp e faz jornalismo ilustrado desde 1994. Publicou ilustrações e charges em veículos como Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo, Veja, Lance e Courrier International (França).

SERVIÇO — Exposição Traço Preto, no Espaço Cultural do Fórum Dr. Francisco Morato (rua Bernardino de Campos, 55, Bairro Alto). Visitação: até 12 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 18h. Entrada gratuita. Informações: (19) 3433-4177.

(Ana Caroline Lopes)